Olimpíadas

Atleta de Belarus aciona polícia local e diz que foi levada à força para aeroporto pela comissão técnica

Foto: REUTERS/Issei Kato

Velocista de Belarus, Krystsina Tsimanouskaya, de 24 anos, está em Tóquio (Japão) para disputar a sua primeira Olimpíada, mas depois de um post polemico em suas redes sociais acusando a comissão técnica de seu próprio país de retirá-la à força do quarto onde estava hospedada na Vila Olímpica e obrigá-la a pegar um avião de volta para casa.

Tsimanouskaya é especialista na prova dos 200m rasos e estava prevista para correr na quinta bateria da fase classificatória na segunda-feira. Neste domingo, no entanto, ela chamou a polícia de Tóquio já no aeroporto e afirmou que estava sendo mandada embora do país contra sua própria vontade.

No sábado, ao saber que havia sido incluída na prova do revezamento 4×400, Krystsina fez uma publicação nas redes sociais alegando que não havia sido consultada previamente. Ela escreveu que não vê problemas em ajudar o seu país na disputa, mas que não gostou da maneira como o assunto foi tratado: segundo ela, sem comunicação ou explicação dos motivos.

Em contato com a Reuters, Krystsina contou que foi acordada cedo, retirada de seu quarto na Vila Olímpica e em seguida foi levada para o aeroporto, onde pegaria um avião de volta a Minsk, capital de Belarus.

Krystsina Tsimanouskaya, da Bielorússia, é levada à força para o aeroporto de Tóquio — Foto: REUTERS/Issei Kato
– A comissão técnica me incluiu (no revezamento 4×400) sem o meu conhecimento. Eu falei sobre isso publicamente. Então o treinador veio a mim e disse que havia uma ordem superior para que eu fosse retirada (das Olimpíadas) – disse à Reuters.

O Comitê Olímpico de Belarus publicou uma nota onde informou que a decisão de retirar Krystsina das Olimpíadas se deu em função do “estado emocional e psicológico” da corredora.

– Segundo os médicos, em acordo com o estado emocional e psicológico da atleta, a comissão técnica do comitê de atletismo tomou a decisão de encerrar sua participação nas Olimpíadas – diz um trecho da nota.

Fonte: Ge.globo/Agencia Brasil

Categorias:Olimpíadas

1 resposta »