Últimas Notícias

VAR: jogo mil e comandado à distância

A partida entre Corinthians e Flamengo, realizada no último domingo (01), foi especial para a arbitragem brasileira, em especial, para o árbitro de vídeo. Comemorando o jogo de número mil de utilização do equipamento, essa disputa foi a primeira em que a cabine do VAR foi comandada de forma remota.

Enquanto o jogo acontecia na Neo Química Arena, em São Paulo, a equipe comandada por Daniel Nobre Bins acompanhava tudo do Centro de Excelência da Arbitragem Brasileira, que fica no Rio de Janeiro.

“O Centro de Excelência é um sonho. Desde o momento que a gente viu que ia alcançar essa marca de mil jogos, já estando perto de estar operando completamente daqui todos os jogos da Série A, a gente teve essa ideia de fazer o jogo daqui”, declarou Leonardo Gaciba, Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF.

A expectativa da Comissão é que, em breve, todas as partidas válidas pela primeira divisão do Campeonato Brasileiro contem com as cabines remotas, o que traria, segundo ela, mais segurança, praticidade e possibilidade de aprendizado dos árbitros.

Lembrando que, recentemente, a CBF anunciou a utilização do VAR no segundo turno da Série B e nas fases finais das Séries C e D do Brasileirão. O equipamento também já está sendo usado na Copa do Brasil, no Campeonato Brasileiro Feminino e nas Copas do Nordeste e Verde.

“É um marco muito importante, né? Mostra todo o investimento que a CBF está fazendo na arbitragem, mas acima de tudo no futebol brasileiro como um todo. Alcançar essa marca de mil jogos e saber que essa marca vai crescer tão rapidamente. O VAR vai cada vez mais ampliando o número de competições, o número de jogos. É uma vitória do futebol brasileiro como um todo. É um pedido dos próprios clubes, que mostram que cada vez mais têm segurança em uma ferramenta tão importante para a arbitragem”, finalizou Gaciba.