Últimas Notícias

Brasil é campeão olímpico no futebol e país alcança o próprio recorde

Na manhã deste sábado (07), horário de Brasília, os brasileiros assistiram a seleção do Brasil, em Yokohama, se sagrar campeã olímpica no futebol, após derrotar por 2×1 a seleção da Espanha, que jogou com a base do time titular da última Eurocopa. Com essa conquista, a seleção brasileira se sagrou bicampeã consecutiva e conquistou a segunda medalha de ouro da sua história na modalidade.

A Espanha começou o primeiro tempo dominado as ações, com seus jogadores sempre bem posicionados e jogando com paciência, bem como também utilizava a marcação alta, dificultando as construções de jogadas do Brasil, que gradualmente foi estudando a seleção europeia, o que contribuiu para ter mais facilidade na hora de armar os contra-ataques.

Foto: Reprodução/SofaScore

Ocorreram três momentos que tiveram destaque na etapa inicial: aos 15 minutos, Oyarzabal deu um toque de cabeça, fazendo a bola passar pelo goleiro, mas não por Diego Carlos, que impediu o gol; aos 36, após uma trombada entre o goleiro Unai Simon e o atacante Matheus Cunha, Richarlison acabou desperdiçando o pênalti e mandou para fora, mas nos acréscimos, Daniel Alves impediu a saída da bola e a mandou na direção de Matheus Cunha, que dominou no peito e abriu o placar.

A seleção canarinho manteve o futebol ofensivo no início do segundo tempo, com Richarlison acertando uma bola na trave, mas em pouco tempo, a La Fúria passou a dominar a partida, sempre partindo em velocidade rumo ao gol do goleiro Santos, estratégia que deu resultado aos 16 minutos da etapa final, quando Carlos Soler cruzou para Oyarzabal pegar de primeira e fazer seu terceiro gol nas olimpíadas.

Malcom comemorando o seu gol Foto: Reprodução/CBF

O gol do atleta da Real Sociedad fez a partida acabar empatada em 1×1 no tempo normal e a disputa foi para a prorrogação, com as duas equipes chegando a criar oportunidades de gol, mas sem atingir o objetivo, tudo mudou quando os brasileiros recuperaram a bola após um escanteio a favor dos espanhóis e armaram um contra-ataque, cujo resultado foi um gol de Malcom, substituto de Matheus Cunha, que colocou a seleção sul-americana na frente.

Com a vitória por 2×1, o Brasil não só se sagrou bicampeão consecutivo no futebol olímpico masculino, como também alcançou o recorde de medalhas de ouro conquistadas em uma única edição das olimpíadas (7), mesma quantidade alcançada nas olimpíadas do Rio, em 2016. O título olímpico foi conquistado no mesmo estadio em que o Brasil foi pentacampeão, em 2002, quando a nossa seleção derrotou a Alemanha por 2×0.

Categorias:Últimas Notícias

Marcado como: