Outros esportes

Campeões mundiais de surf serão definidos de forma inédita

O Rip Curl WSL Finals, que irá definir o campeão mundial de surf da temporada, contará com uma novidade esse ano. Pela primeira vez em 45 anos de história, os títulos do feminino e do masculino, não serão determinados com base na pontuação do ranking.

Acontecendo de 9 a 17 de setembro em Lower Trestles, em San Clemente, na Califórnia, a competição contará com os cinco melhores atletas da categoria que chegarão a esta etapa com chances iguais de conquistar o título. Eles foram definidos com base na pontuação até a sétima etapa do ano, que se encerrou no dia 13 de agosto, no México.

“Será um dia histórico para o surfe, com os títulos mundiais masculino e feminino sendo decididos no mesmo dia, pelos cinco melhores surfistas de cada categoria. Não vejo a hora de chegar o evento para ver quem irá levar o título mundial para casa.”, disse Jessi Miley-Dyer, gerente geral de circuitos e competições da World Surf League.

Para escolher o melhor entre os melhores, foi preparada uma espécie de final que vai começar com um duelo entre o quarto e o quinto colocados no ranking. O vencedor dessa disputa irá enfrentar o terceiro colocado e assim seguirá, sucessivamente, até a disputa com o primeiro colocado no ranking, que entre os homens é Gabriel Medina e entre as mulheres, Carissa Moore.

Veja a lista, em ordem de classificação, de quem vai para as águas da Califórnia para buscar o título mundial de 2021:

Masculino

Gabriel Medina (BRA)

Ítalo Ferreira (BRA)

Filipe Toledo (BRA)

Morgan Cibilic (EUA)

Conner Coffin (AUS)

Feminino

Carissa Moore (EUA)

Tatiana Weston-Webb (BRA)

Johanne Defay (FRA)

Sally Fitzgibbons (AUS)

Stephanie Gilmore (AUS)