Últimas Notícias

Copa do Brasil: Veja os resumos dos jogos de ida das quartas de final

Quem vai levantar a taça de campeão da Copa do Brasil?


Os jogos de ida das quartas de final da Copa do Brasil foram concluídos nesta quinta-feira (27), e dos oito times que entraram em campo, apenas o Flamengo tem a classificação bem encaminhada para a próxima fase da competição. Confira tudo que rolou no resumo que preparamos:

GRÊMIO x FLAMENGO

Grêmio e Flamengo certamente era um dos jogos mais aguardados dessa rodada ou até mesmo do ano por dois motivos:

Primeiro: O jogo marcaria o reencontro de Renato Gaúcho com o Grêmio, time que comandou por praticamente cinco temporadas.

Segundo: O Grêmio do então treinador Renato Gaúcho, foi eliminado pelo Flamengo por 5 x 0 no Maracanã, em 2019, na semifinal da Libertadores.

Dois bons motivos para um jogão. Porém, com a bola rolando, o primeiro tempo não foi tão empolgante assim, com um Flamengo bem atípico, o primeiro tempo terminou favorável ao Grêmio, que viu Isla ser expulso e Bruno Henrique sair lesionado. Os donos da casa tinham tudo para devolver a goleada de 2019 e acabar com a festa rubro-negra.

Com dez em campo e algumas mexidas, o time da Gávea foi para cima do Grêmio no segundo tempo, e viu Bruno Viana dar início a goleada do Flamengo, que ainda contou com gols de Michael, Rodinei e Vitinho. Tudo que o Flamengo não jogou no primeiro tempo, foi colocado em campo com apenas 10 jogadores na etapa final. Para o jogo de volta, dia 15 de setembro, no Maracanã, o Flamengo pode perder por três gols de diferença que ainda assim garante a classificação.


ATHLETICO-PR x  SANTOS

Empolgado por estar de volta a uma semifinal depois de seis anos, o Santos foi até a Arena da Baixada para encarar o Atlhetico e foi dominado. Fernando Diniz até tentou orientar o time, gritou, posicionou seus jogadores, mas tanto Diniz quanto os torcedores viram um time desentrosado e perdido, sendo dominado pelo Furacão. Sem um meio-campo produtivo, o time paulista se viu envolvido pelos donos da  casa, com jogadas rápidas e incisivas. O Atlhetico abriu o placar com Renato Kaizer. Com o resultado conquistado nesta quarta-feira (25), o furacão se classifica com um empate, no jogo de volta, que acontece terça-feira (14), às 21h30 na Vila Belmiro.


SÃO PAULO x FORTALEZA

O Leão desembarcou no Morumbi para encarar o Tricolor Paulista, o Fortaleza mais ousado, foi para cima do São Paulo, a melhor chance foi de Wellington Paulista, que parou no travessão. Do lado do São Paulo, Daniel Alves tocou para Rigoni que foi parado por Boeck na cara do gol.

O Leão viu as coisas se complicarem após os 20 minutos do segundo tempo, quando Rigoni, que havia desperdiçado a primeira chance, marcou duas vezes. A primeira aos 24 minutos, a bola ainda desviou em Jussa antes de morrer no fundo da rede, e aos 34 após lindo passe de Liziero, o jogador partiu com liberdade para ampliar o placar, 2 a 0 para o São Paulo.

Ciente da importância que a vitória fora de casa representa, o Fortaleza foi para cima e aos 39 minutos, contou com uma ajuda de Volpi que saiu mal do gol, Yago Pikachu com gol vazio diminuiu o placar. O empate veio aos 47 minutos, com Romarinho, que após cruzamento de Henríquez, concluiu para o fundo da rede. Final 2 a 2 e ótima chance do Fortaleza para chegar à semifinal pela primeira vez.


FLUMINENSE x ATLÉTICO-MG

No Nilton Santos, Fluminense e Atlético fecharam a primeira fase do mata-mata com um primeiro tempo movimentado e três gols. Os visitantes saíram na frente com Fernández, aos 13 da etapa inicial. Após um bate-rebate dentro da área a bola sobrou para Nacho Fernández que chutou para o gol, porém Nino tirou, o jogo seguiu, mas o VAR chamou e confirmou gol para o Galo.

O gol de empate veio dos pés de Fred, aos 41 minutos, de pênalti, após Arana chutar Nino, e o VAR ser chamado novamente, confirmando a infração.

Minutos depois, aos 48, Hulk colocou o Galo novamente na frente com um contra-ataque rápido, o atacante tocou por baixo de Marcos Felipe com tranquilidade para dar vantagem dos visitantes. 2 a 1 para o Galo.

Já no segundo tempo, ambos os times buscaram o jogo . O Galo com contra ataques rápidos, o Tricolor tocando a bola, mas foi o Atlético que quase ampliou, parando em Marcos Felipe após chute de Arana.

O Fluminense de Fred, que se tornou com o gol de hoje o maior artilheiro da Copa do Brasil, sofreu maior pressão do Galo, apesar de ter maior posse de bola. Em uma das poucas vezes que chegou com perigo na área dos mineiros, Fred acertou o travessão, de cabeça, aos 31.

O Galo continuou com os contra-ataques rápidos na tentativa de matar de vez o jogo. Nos minutos finais, o Fluminense foi para cima com tudo o que tinha para tentar o empate, mas o jogo terminou com vitória atleticana.

Com o 2 a 1 no placar para o Galo, o time carioca tem a obrigação de vencer no Mineirão, enquanto o Atlético-MG pode jogar pelo empate. O jogo de volta acontece na quarta-feira (15), em Belo Horizonte.