Últimas Notícias

US Open: Chave principal começa na segunda e sorteio coloca Tsitsipas frente a frente com o Bicampeão Andy Murray na primeira rodada

Após uma semana de fase Classificatória, tivemos o sorteio das chaves do último Grand Slam do ano. Na chave masculina temos a ausência de três grandes Nomes, Roger Federer, Rafael Nadal e Dominic Thiem (atual campeão), todos por lesões. Mas temos a volta do bicampeão Andy Murray. Na chave feminina temos a ausência da Hexacampeã Serena Williams por uma lesão na perna.

Como já era esperado, o US Open será cheio de emoções. E logo no sorteio já coloca grandes nomes se enfrentando. Na chave masculina teremos o Grego Stefanos Tsitsipas (3º do ranking) contra o escocês Andy Murray já na primeira rodada, que será disputada nesta segunda-feira. Novak Djokovic (1º odo ranking), que volta a disputar um torneio após se ausentar em Cincinnati, vai enfrentar o dinamarquês Holger Rune, que veio da etapa Classificatória. Nole poderá encontrar seu adversário na final de Wimbledon, Matteo Berretini já nas quartas de final e em uma provável Semi-final, poderá encontrar seu algoz nas Olimpíadas, o Alemão Alexander Zverev (3º do ranking), que estreia contra o Norte-Americano Sam Querrey. O russo Daniil Medvedev (2º do ranking) vai jogar com o experiente Richard Gasquet na primeira rodada.

Lembrando que mesmo sem o título, ou até mesmo uma improvável eliminação na primeira rodada, pode tirar Djokovic do topo do Ranking, já que o russo tem mais de 1.100 pontos de diferença para o segundo colocado, Daniil Medvedev. Mas caso seja campeão, Nole vai ultrapassar Federer e Nadal em número de Grand Slam’s, conquistando 21 e se tornando o maior vencedor de todos os tempos. Outra Curiosidade é que Djokovic é o último campeão do torneio que estará em quadra. O Sérvio foi campeão em 2018. Rafael Nadal (2019) e Dominic Thiem (2020), não estarão presente devido as lesões.

Djokovic garante que está bem e entusiasmado com a disputa do torneio. Foto: Getty Images

“Obviamente eu sei o quão grande é a oportunidade que está diante de mim em Nova York, um lugar onde historicamente sempre joguei bem ao longo dos anos. São talvez as quadras mais divertidas que temos no circuito, e agora com a volta do público”

“Mal posso esperar. Honestamente, estou muito motivado para mostrar meu melhor tênis, mas tenho de golpear uma bola por vez, tentar me focar em cada momento e ter uma estrela a apontar a direção do sonho de fechar o Slam. Estou extremamente inspirado e motivado, sem dúvida. Mas ao mesmo tempo sei como balancear tudo na parte mental, com tanta expectativa. Sem Rafa (Nadal) e Roger (Federer), muita gente vai ver meus jogos esperando de mim jogar bem e lutar pelo título”

Nesta edição do US Open, teremos a participação de apenas um brasileiro na categoria Simples. Thiago Monteiro tem sua estreia marcada para esta segunda-feira (30) contra o Britânico Daniel Evans ao meio-dia (horário de Brasília). Vai ser um jogo muito difícil, onde o brasileiro vai precisar forçar o jogo e cuidar muito com erros não forçados caso queira vencer. Nas Duplas teremos mais 4 brasileiros, Bruno Soares, Marcelo Melo, Marcelo Demoliner e Luisa Stefani, esta última que foi medalhista olímpica, campeã em Toronto e vice em Cincinnati.

Na chave feminina, A japonesa Naomi Osaka (3ª do ranking) vai defender o título, já que foi campeã em 2020. Ela estreia contra a Tcheca Marie Bouzkova. Lembrando que Naomi teve alguns problemas durante as Olimpíadas, além de ser eliminada precocemente nos torneios seguintes que antecederam o US Open. A numero 1 do ranking, Ashleigh Barty estreia contra a russa Vera Zvanoreva em busca do seu sexto título neste circuito em 2021. Ela que nao atuou no ano passado por conta da Covid-19.

Somente espectadores vacinados poderão entrar no complexo para assistir as partidas

Levando em conta o aumento de casos da variante Delta, a organização do US Open vai exigir que todos os espectadores do torneio estejam vacinados. só poderão entrar no complexo os torcedores que apresentarem o comprovante de imunização contra a Covid-19.

Os atletas e suas comissões técnicas ficarão todos isolados e uma bolha, no mesmo modelo da NBA, para que possam cumprir normalmente com suas agendas e compromissos. Todos serão sempre testados periodicamente.

Confira Nota oficial abaixo