Últimas Notícias

Justiça suspense execução trabalhista do Botafogo

O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, decidiu, nesta quarta-feira (1º) suspender a execução das dívidas trabalhistas do Botafogo, que, no somatório, chegava próximo dos R$ 100 milhões.

Na decisão, a presidente do TRT-1, desembargadora Edith Maria Corrêa Tourinho, além de suspender o Regime Especial de Execução Forçada (Reef) contra o alvinegro, estendeu a decisão.

A suspensão, portanto, vale até que a decisão final seja proferida pela própria presidente do Tribunal Regional do Trabalho, que deverá decidir sobre a concessão ou não do Regime Centralizado de Execuções (REC). Com isso, o time carioca tem até o mês de novembro para apresentar toda a documentação exigida, que inclui balanço patrimonial, demonstrações contáveis relativas aos 3 últimos exercícios sociais, o fluxo de caixa e a sua projeção de 3 anos e um termo de compromisso de controle orçamentário.

A sentença determina ainda que o time deposite 20% de sua receita mensal judicialmente, cabendo ainda recurso por parte dos credores.

Veja um trecho da decisão proferida pela desembargadora Edith Maria Corrêa Tourinho:

Foto: Reprodução