América do Sul

Mesmo com má atuação, Brasil derrota Chile e garante 100 % de aproveitamento

Nesta quinta (02), mais de 10 mil pessoas assistiram direto das arquibancadas a seleção brasileira derrotar por 1×0 a seleção chilena, no Estádio Monumental de Santiago, em partida válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Enquanto a seleção verde e amarela começou o jogo na liderança e buscando sua sétima vitória seguida, a “La Roja” iniciou os 90 minutos em sétimo lugar e almejava seu segundo triunfo.

Em um primeiro tempo com poucas oportunidades, a maioria dos lances de perigo foi dos anfitriões, aos 29, após defender uma falta cobrada por Vidal, Weverton voltou a salvar o Brasil, quando impediu um gol de rebote de Vargas, aos 38, o volante arriscou de fora da área e o goleiro brasileiro foi obrigado a fazer mais uma grande defesa. A principal chance brasileira foi aos 26, quando Gabigol armou um contra-ataque e fez um passe para Neymar, que mandou por cima do gol.

No segundo tempo, a equipe canárinho subiu a marcação, dificultando a saída de bola dos mandantes, e realizou mudanças para movimentar mais o meio-campo, aos 18, Everton Ribeiro, substituto de Vinícius Junior, fez um passe para Neymar, que finalizou para a defesa de Claudio Bravo, mas o camisa 11 aproveitou a sobra deixada pelo goleiro chileno para abrir o placar e fazer o único gol do confronto. Os chilenos tentaram reagir mas não conseguiram.

Com esse resultado, o técnico Tite se tornou o treinador que venceu mais partidas consecutivas pelo Brasil em confrontos eliminatórios (7) e ultrapassou a marca alcançada por João Saldanha (6) nas eliminatórias para a copa de 70. A seleção canárinho também conseguiu a terceira vitória seguida em duelos contra o Chile, que não leva a melhor sobre o time verde e amarelo desde 2015, quando venceu em casa por 2×0, em partida valida pelas eliminatórias da copa de 2018.

Na proxima rodada, o atual líder das eliminatorias da América do Sul enfrenta, no próximo domingo (05), a Argentina, dentro de casa, as 16h, enquanto o Chile vai viajara para enfrentar o Equador, as 18h. Ambas ocorrerão pelos jogos atrasados da sexta rodada e seus horários estão de acordo com o de Brasília.