Últimas Notícias

Daniel Alves não aparece em treino do São Paulo e não joga mais pelo clube

O São Paulo anunciou nesta sexta-feira (10) a saída do jogador Daniel Alves do plantel tricolor.

Em comunicado nas redes sociais, o clube alegou que o jogador não quis se reapresentar após servir a seleção brasileira junto com o colega de equipe Miranda. O motivo é que ele só voltaria ao clube depois que a dívida da equipe com ele (cerca de R$ 11 milhões) fosse paga.

Veja o anúncio abaixo:

“Daniel Alves e Miranda estavam servindo a seleção brasileira e deveriam se apresentar hoje para começarem os treinamentos normais visando os próximos jogos. Miranda compareceu, treinou normalmente. Daniel Alves não compareceu. Fomos comunicados pelos representares que o Daniel Alves não retornará ao São Paulo até o ajuste da dívida financeira que o São Paulo tem com o atleta. Dívida essa que o São Paulo reconhece e na última semana fez uma proposta buscando o acerto, que não foi aceita pelos representantes. A negociação seguirá com o departamento jurídico e financeiro. Do ponto de vista do departamento de futebol, nós comunicamos, tomamos a decisão e comunicamos ao Hernán Crespo que Daniel Alves não estará mais a disposição para atuar no time do São Paulo. O São Paulo é mais importante do que todos nós” afirmou o diretor de futebol Carlos Belmonte, em vídeo divulgado pelo clube.

“Do ponto de vista do departamento de futebol, nós comunicamos, tomamos a decisão e comunicamos ao Hernán Crespo que Daniel Alves não estará mais a disposição para atuar no time do São Paulo. O São Paulo é mais importante do que todos nós”, completou.

Contratado em 2019, Daniel Alves tinha um salário de R$ 1,5 milhão mensais. A expectativa da gestão passada, presidida por Leco esperava ter parceiros para ajudar a bancar os vencimentos, mas isso nunca aconteceu.

Devido a pandemia do novo coronavírus, parte dos salários dos jogadores foram cortados, inclusive o de Daniel Alves, e eles seriam pagos posteriormente. Isso fez a dívida com o atleta só aumentar.

Após os Jogos Olímpicos de Tóquio, Daniel Alves expôs publicamente a insatisfação com os atrasos. Ele disse que nunca tinha falhado com o São Paulo, mas que o clube já tinha falhado com ele. Desde então, a relação entre clube e jogador ficou completamente abalada.

Embora tenha atuado normalmente após retornar da seleção olímpica, as críticas da torcida recaíam sempre sobre Daniel Alves. A sua situação começou a ficar insustentável.

O São Paulo e os representantes do atleta começaram a conversar por um acordo dos mais de R$ 11 milhões devidos. Daniel Alves e os empresários não aceitaram a proposta e agora passam a decidir qual será o futuro do jogador.

Com a camisa do São Paulo, Daniel Alves disputou 95 partidas e marcou dez gols. São-paulino declarado, ele deixa o Tricolor com a conquista do Campeonato Paulista deste ano.

Com seis jogos disputados no Campeonato Brasileiro, o lateral-direito ainda pode ser negociado com equipes nacionais. Não há, até o momento, sinalização de interessados no jogador.

Para a lateral direita, Hernán Crespo tem à disposição Igor Vinicius e Orejuela. Ambos ainda não conseguiram ter bons desempenhos nesta temporada. Com a janela de transferências fechada, o Tricolor não deve contratar um novo nome.

Com informações do ge.globo.

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira