Últimas Notícias

Seleção Brasileira de Futsal inicia caminhada rumo a mais um título mundial nesta segunda-feira

A participação da Seleção Brasileira de Futsal na Copa do Mundo da FIFA de 2021 inicia-se nesta segunda-feira (13). Cabeça de chave do Grupo D, a Canarinho enfrenta o Vietnã às 14h (horário de Brasília) na Klaipeda Arena, na Lituânia. O local também receberá os outros jogos do Brasil na primeira fase – quinta-feira (16) contra a República Tcheca e domingo (19) contra o Panamá.

A preparação de 30 dias, que contou com treinos na Granja Comary e no Parque Olímpico, foi finalizada com uma série de quatro amistosos na Polônia. A Seleção venceu os donos da casa duas vezes (4 X 1 e 5 X 2), bateu a Sérvia uma vez (4 X 3) e, por fim, empatou com a própria (1 X 1).

Além de ser o país com mais títulos mundiais no futebol de campo e de areia, o Brasil também dá “show” nas quadras. Das três primeiras edições do torneio, organizadas pela extinta FIFUSA, o Brasil foi campeão em duas. A FIFA passou a administrar o futsal a partir de 1989. Desde então, foram mais cinco títulos, somando sete no total. Ou seja, o Brasil, do técnico Marquinhos Xavier, vai à Lituânia em busca do octacampeonato mundial:

O Mundial de 2016 mostrou que também há a possibilidade de fracassar. Ao lado de todas essas potências (Espanha, Rússia, Portugal, Irã e Argentina), eu colocaria ainda o Casaquistão, que é uma equipe de muitos brasileiros naturalizados. Eu acho que nossas chances são reais, em função da competência técnica e da qualidade individual dos nossos atletas. Agora, a gente não ganha mais só com talento, isso ficou claro no último ciclo. Não é mais só convocar, ir lá e vencer. A gente precisa de estrutura, e estamos alertando há muito tempo: maior tempo de concentração, maiores oportunidades de convocação… A gente assume o favoritismo com muita humildade. Temos que honrar esses sete títulos“, disse o treinador ao jornal Estadão.

Marquinhos durante uma coletiva de imprensa (Foto: Thaís Magalhães/CBF)

No trecho da entrevista de Marquinhos, ele cita a campanha do último Mundial, onde o Brasil foi eliminado nos pênaltis após um empate em 4 a 4 com o Irã. O ala Gadeia, que não esteve presente nesse que foi o pior desempenho brasileiro na competição, comentou sobre a estreia no Mundial da Lituânia:

A expectativa é a melhor possível. O grupo está bastante unido e focado, nós estamos há mais de um mês trabalhando forte. A estreia é sempre um pouco complicada, mas nós vamos com tudo para conseguir a vitória“, disse à CBF TV

Gadeia marcando o português Ricardinho (Foto: Divulgação/CBFS)

O único desfalque para o jogo contra o Vietnã é o pivô Rocha, que cumpre suspensão sofrida na final das Eliminatórias Sul-americanas disputada em fevereiro de 2020.

A partida terá transmissão da Rede Globo e do SporTV.

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira