Últimas Notícias

Marcelo Moreno teme pela família após gol anulado do Cruzeiro no último lance: “Nossa família tá em risco”

O atacante Marcelo Moreno lamentou a anulação do gol que daria a vitória ao Cruzeiro diante do Operário-PR na noite desta quinta-feira (16), pela 24ª rodada da Série B. O jogo acabou empatado em 1 a 1, com gols de Claudinho, para o Cruzeiro, e Paulo Sérgio, para o Operário.

A partida precisou ficar paralisada por mais de 10 minutos, para o árbitro analisar as imagens do VAR. Depois de confusão dentro de campo, o técnico cruzeirense Vanderlei Luxemburgo foi expulso, e o gol mineiro foi anulado. A decisão gerou revolta no elenco e na torcida do Cruzeiro, presente na Arena do Jacaré, local do jogo.

– É uma alegria que dura pouco. A gente não pode sofrer isso aqui, dentro da nossa casa. Mandar qualquer juiz desse para apitar o jogo, Cruzeiro querendo subir. Todo mundo se doando, e ele fazer uma coisa dessa. Isso não existe. A CBF tem que olhar isso. A gente dá a alma, depois sai e é cobrado. Aconteceu com o Tardelli em São Paulo. Não pode sair na rua, nossa família está em risco por causa dele. Ele sai escoltado por que? A gente é bandido? A gente fez um grande jogo, mas assim é impossível ganhar assim. Deu um pênalti contra, anula um gol que ia nos ajudar na classificação. Como a gente faz agora? – desabafou o atacante do Cruzeiro depois da partida.

Com o resultado igual, o Cruzeiro pulou para a 12ª posição, com 30 pontos. O Operário ficou na 9ª colocação, com 34 pontos. Na próxima rodada, o Cruzeiro visita o Vasco, às 16h (de Brasília) do domingo, enquanto o Operário joga contra a Ponte Preta, na outra quarta-feira, às 21h30.

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira