Últimas Notícias

Atlético-MG e Fortaleza conversam para ter público nos dois jogos da semifinal da Copa do Brasil

O presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho, revelou, nesta sexta-feira, estar em conversas com o mandatário do Fortaleza, Marcelo Paz, para que os jogos da semifinal da Copa do Brasil entra as duas equipes tenha a presença de torcida nas arquibancadas.

A CBF realizará, na próxima quinta-feira, o sorteio com a definição da ordem dos confrontos. As partidas ainda não têm data confirmada, mas estão previstas para ocorrerem nas semanas dos dias 20 e 27 de outubro, quando o público no Brasileirão também já deverá estar liberado nos estádios.

– Nós temos um grupo no WhatsApp e, hoje, o presidente Marcelo Paz, do Fortaleza, me mandou uma mensagem dizendo que fará de tudo para que os nossos jogos tenha torcida. Então, eu acredito muito que esses dois jogos, tanto em Fortaleza, quanto aqui, terão torcida – disse Sérgio, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Como o acordo entre clubes e CBF (descumprido pelo Flamengo no duelo contra o Grêmio, nas quartas de final) estabelece que os estádios tenham público apenas se o direito for possível para as duas equipes do confronto, a expectativa fica por conta da liberação dos torcedores nos estádios da capital cearense, já que, em Belo Horizonte, a possibilidade já está permitida.

Nesta sexta-feira, o governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou a autorização de evento-teste com público na Arena Castelão. A princípio, serão liberados apenas 10% da capacidade do estádio, com exigência de duas doses da vacina contra a Covid-19 – em BH, a prefeitura liberou 30%.

No próximo dia 28 de setembro, uma reunião entre clubes da Série A e CBF deve selar uma data para a volta de público no Brasileirão. Na entrevista, Sérgio Coelho voltou a bater na tecla da necessidade de liberação para o retorno dos torcedores aos estádios.

– É preciso que volte a torcida. Nós não podemos mais esperar, por diversas razões. O futebol tem sido o único segmento que não pode ter público participando, todas as outras atividades já estão funcionando quase que normalmente. Porque o futebol não pode ter torcida agora? – questionou Sérgio Coelho.

“A maioria já está vacinada e, além disso, só entra pessoas com o teste negativo para a covid-19. Então o risco é muito pequeno. É preciso que todos os clubes aprovem a volta da torcida e nós vamos, no dia 28, pedir muito que isso aconteça”, concluiu.
Fonte: ge.globo.
Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira