Últimas Notícias

Torcedores anfitriões do Lens invadem campo no intervalo para brigar com rivais do visitante Lille

Mais cenas lamentáveis no Campeonato Francês. Desta vez, pelo menos não envolveu agressão a jogadores, mas atrasou o reinício do segundo tempo em mais de meia hora. No intervalo do derby do norte do país Lens x Lille, no estádio Felix Bollaert-Delelis, torcedores do time visitante entraram em confronto com os anfitriões no setor atrás de um dos gols, com arremesso de objetos dos dois lados por cima da barreira que os dividia. Então, os donos da casa que estavam na parte do meio do campo invadiram o gramado para defenderem seus conterrâneos na briga.

Os seguranças particulares precisaram intervir, e a polícia entrou em ação para deter alguns dos vândalos. O sistema de irrigação do gramado chegou a ser disparado.

O intervalo acabou durando muito mais do que os 15 minutos habituais, e os jogadores precisaram continuar se aquecendo no campo na volta para o segundo tempo. Os policiais fizeram uma fileira na lateral, entre a arquibancada da torcida do Lens e o gramado, para garantir a segurança da partida.

Atual campeão francês, o Lille sucumbiu diante do rival. O meia polonês Frankowski fez o gol da vitória do Lens por 1 a 0, aos 29 minutos, em chute cruzado dentro da área. Foi a primeira vez que o time da casa ganhou do rival na Ligue 1 depois de 15 anos. A última tinha sido em abril de 2006.

Sétimo lugar na temporada passada, na primeira posição fora da zona de classificação para os torneios europeus, o Lens assumiu a vice-liderança, invicto com 12 pontos, a três do líder PSG. O Lille soma apenas cinco na classificação, com uma vitória, dois empates e agora três derrotas.

É a segunda vez na temporada que problemas com a torcida atrapalham a realização de um jogo do Campeonato Francês. Em 22 de agosto passado, o derby do sul do país, entre o anfitrião Nice e o Olympique de Marselha precisou ser interrompido depois que torcedores atiraram tantos objetos no gramado que acabaram atingindo o meia Payet. O jogador revidou, arremessando de volta uma garrafa lançada, o que deu início à invasão do campo e agressões que machucaram o próprio camisa 8, o zagueiro brasileiro Luan Peres, ex-Santos, e o volante Mattéo Guendouzi.

Ligue 1 puniu o Nice com um ponto a menos na classificação pela falta de segurança no estádio e remarcou a partida, com portões fechados e em campo neutro. Também suspendeu até o fim da temporada Pablo Fernandez, auxiliar do técnico argentino Jorge Sampaoli, do Olympique, por dar um soco em um dos invasores do campo. Além disso, também tirou o zagueiro Álvaro González de duas partidas e Dimitri Payet de uma.

Fonte: ge.globo.

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira