Últimas Notícias

Acidente da Chape: PF prende controladora de voo

A Polícia Federal prendeu, após decisão do ministro do STF, Gilmar Mendes, Celia Castedo Monasterio, controladora responsável pela análise e aprovação do plano de voo da aeronave que conduzia a equipe da Chapecoense, em 2016.

Foto: TV Morena/Arquivo

Na decisão, o ministro do Supremo Tribunal Federal determinou ainda a extradição da investigada, que é considerada foragida pela Justiça boliviana. Na sentença, Gilmar Mendes declarou que Celia é “procurada pela Justiça Boliviana para responder pela suposta prática do crime de atentado contra a segurança do espaço aéreo”.

Há quase 5 anos, Celia foi responsável pela análise e aprovação do plano de voo do avião da LaMia que levava a equipe brasileira e jornalistas para a disputa da final da Copa Sul-Americana diante do Atlético Nacional, da Colômbia.

A aeronave, que saiu de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, em direção a Medellín, caiu, no dia 29 de novembro, próximo ao Aeroporto José Maria Córdova, em Rionegro, perto do destino final da equipe. Na ocasião, 71 pessoas morreram.

Vivendo no Brasil desde 2016, quando pediu refúgio argumentando sofrer perseguição na Bolívia por declarações dadas sobre o acidente, Celia permanecerá, segundo a Polícia Federal, em Corumbá (onde vive atualmente) aguardando os trâmites legais para que seja entregue as autoridades bolivianas.

Foto: Luis Benavides/AP