Últimas Notícias

São Paulo e América-MG ficam no 0 a 0 em noite ruim de Hernán Crespo

O São Paulo entrou em campo pela 19ª rodada do Brasileirão, jogo atrasado do primeiro turno, para enfrentar o América em uma noite fria, com um futebol mais gelado ainda.

Tivemos um duelo horrível no Morumbi. Principalmente por parte do tricolor, que jogava em casa e lutava para se afastar da zona de rebaixamento e ao mesmo tempo encostar no pelotão de cima e assim sonhar com uma vaga na libertadores.

O time que ditou o ritmo, pelo menos nos primeiros 15 minutos, foi o América. Teve mais finalizações. Marcava em cima. Fazia pressão. Isso fez o São Paulo ficar um pouco atordoado e não conseguia encontrar um meio para sair dessa situação.

Após os 20 minutos o São Paulo deu uma equilibrada. Começou a ter mais posse e ensaiou algumas jogadas de perigo, mas nenhuma que gerasse uma grande chance de gol.

Luciano, que não jogou por conta de um problema ocular, fez muita falta. Seu substituto, Pablo, mais uma vez pouco acrescentou no ataque. Ele não consegue dominar uma bola, segurá-la ou ao menos propiciar uma aproximação com Rigoni para uma tabela. Esse último era o único que tentava algo. Buscava armar, chutar, mas sozinho esbarrava na defesa do Coelho. Apesar de ser o único que buscava, não fez uma de suas melhores partidas.

O primeiro tempo acabou mais pró São Paulo em relação ao domínio das ações ofensivas, mas as oportunidades mais claras foram do América.

Na etapa complementar o São Paulo começou mais ligado. Inibiu o adversário, mas novamente não conseguia criar. Os zagueiros é quem armavam o time. O meio não funcionava. Igor Gomes muito mal. Gabriel Sara idem.

Aos 14 minutos, Crespo fez duas alterações: entraram Marquinhos e Liziero nos lugares de Sara e Pablo. As mudanças não surtiram efeito. Mas uma vez o América esteve mais perto do gol com duas chances claras, que o Tiago Volpi salvou, apesar de espalmar todas para frente da área.

O argentino Calleri, que entrou após 35 minutos, ainda está claramente sem ritmo e pouco pôde acrescentar. Contudo, nesse curto tempo fez mais que Pablo. Mostrou que quando tiver em forma será o titular absoluto no ataque.

Por fim, o 0x0 foi o placar mais justo. Hernán Crespo não foi bem. Demorou muito para mexer no time, mesmo vendo jogadores como Igor Gomes e Pablo não fazendo nada que se chamasse atenção em campo. Grande parte desse placar está na conta dele. Em resumo, faltou muita alma para o São Paulo. O time mostrou como é dependente de Rigoni e Luciano. É necessário, é preciso, é fundamental encontrar soluções para esse problema, pois nem sempre eles estarão bem ou disponíveis. Foi o caso de hoje.