América do Sul

Apesar de começo ruim, Brasil derrota Venezuela e segue 100% nas eliminatórias

Nesta quinta (07), no estádio Olímpico de La UCV (Universidad Central de Venezuela), localizado em Caracas, A seleção brasileira derrotou por 3×1 a seleção venezuelana em partida valida pela 11.ª rodada das Eliminatórias da América do Sul. Enquanto o Brasil começou a partida na liderança com 24 pontos, a Venezuela começou a rodada em décimo, na lanterna, com apenas 4 pontos.

+ Veja a classificação das Eliminatórias

As duas seleções realizaram um primeiro tempo com poucas oportunidades criadas, mas os anfitriões conseguiram abrir o placar aos 10, quando Soteldo cruzou para Eric Ramírez, que contou com escorregões de Marquinhos e Fabinho para cabecear a bola. Aos 18, Gabriel Jesus cabeceou para a linha de fundo, três minutos depois, Everton Ribeiro tentou uma assistência para Gabigol, mas a zaga da casa desviou e fez a jogada acabar na trave.

Gabriel Jesus disputando a bola com o lateral venezuelano Hernandez. Foto: Lucas Figueiredo/CBF.

No segundo tempo, enquanto a La Vinotinto continuou com dificuldades em elaborar chegadas ao gol, a equipe canarinho passou a aparecer na grande área com mais frequência; aos 25, Raphinha, substituto de Everton Ribeiro, cobrou um escanteio bem aproveitado por Marquinhos, que usou a cabeça para empatar. Aos 36, Gonzáles derrubou Gabigol na grande área e o arbitro marcou pênalti, aproveitado pelo camisa 21 para virar o jogo.   

Quando parecia que não iria sair mais gols, Raphinha deu sua segunda assistência no confronto ao realizar um passe para Antony, que entrou no lugar de Gabriel Jesus e deu um toque quando já estava de frente para a trave, fazendo o terceiro gol brasileiro da noite.

Gabigol comemorando o gol da virada. Foto: Lucas Figueiredo/CBF.

Com esse resultado, a seleção verde e amarela alcançou 27 pontos, conseguiu manter  100% de aproveitamento por mais uma rodada e chegou a nona vitória em nove jogos disputados nas eliminatórias, enquanto a Venezuela, que só venceu o Brasil uma vez na história e não sabia o que era marcar um gol contra a seleção penta campeã mundial desde 2015, se manteve na 10.ª posição com uma vitória, um empate e oito derrotas.

Brasil e Venezuela voltam a campo pelas eliminatórias no proxímo domingo (10), enquanto a seleção canarinho visita a Colômbia, a La Vinotinto recebe o Equador.