Últimas Notícias

Brasileirão: 25ª rodada é marcada por goleadas e vitórias convincentes de Atlético-MG, Flamengo e Internacional; Santos vence e respira

Feito por: Alex Sousa, Isabela Castilho, Ítalo Cavalcanti, Rodrigo Andrade, Ryan Leal e Willian Pereira.

A 25ª rodada do Brasileirão, encerrada nesta segunda-feira (11), foi marcada por algumas goleadas e vitórias importantes dos times da parte de cima da tabela. O líder Atlético-MG bateu o Ceará por 3 a 1, enquanto o novo segundo colocado Flamengo, aplicou 3 a 0 no Fortaleza, fora de casa e o Red Bull Bragantino goleou o Palmeiras por 4 a 2, no Allianz Parque. Na parte debaixo da tabela, o Santos venceu o “jogo de seis pontos” contra o Grêmio e o Sport acabou com a série invicta do Corinthians.

Veja as análises dos resultados:

+ Veja a classificação completa do Brasileirão

Arte/ESF

Fluminense 0 x 0 Atlético-GO

Em confronto de times do meio da tabela, Fluminense e Atlético-GO empataram em 0 a 0 no Maracanã.

Apesar do resultado sem gols, não faltou emoção na partida do último sábado (09). As duas equipes criaram do início ao fim, errando apenas na pontaria. Na primeira etapa, o Atlético-GO levou perigo com Igor Cariús, Zé Roberto e André Luís, enquanto a principal chance do Fluminense foi com Luiz Henrique após jogada de contra-ataque de Fred e Danilo Barcelos.

Na segunda etapa, o Fluminense teve total domínio da partida, principalmente nos primeiros 25 minutos. Com a entrada de John Árias, a equipe tricolor criou mais e ofereceu perigo com as jogadas de Luiz Henrique e John Kenedy pelos lados, mas faltou pontaria ao time. Após o susto inicial, o Atlético-GO voltou a criar através de contra-ataques, e chegou ao gol com João Paulo, mas a arbitragem anulou por estar impedido. No final da partida, a principal chance do jogo. Após a zaga do Dragão afastar a bola da área, Martinelli chutou de primeira e Danilo Barcelos desviou de calcanhar, mandando a bola na trave.

Com o resultado, as duas equipes mantiveram as mesmas posições na tabela. O Fluminense permaneceu em 9⁰, enquanto o Atlético-GO permaneceu em 11⁰.

 

Atlético-MG 3 x 1 Ceará

O Atlético-MG não teve dificuldades para bater o Ceará no Mineirão. O Galo fez 3 a 1 com facilidade, com dois gols de Hulk e um de Diego Costa. O Ceará descontou com Gabriel Lacerda.

O Atlético dominou a etapa inicial, levou mais perigo e conseguiu fazer dois gols de vantagem. Hulk, um dos artilheiros da competição, fez os dois gols, um depois de lançamento de Jair e outro de pênalti. O Ceará chegou a reclamar de falta no começo da jogada do primeiro gol, mas o árbitro não marcou nada.

No segundo tempo, o Atlético começou pressionando e quase ampliou nos minutos iniciais, com Dylan Borrero. O Ceará respondeu mas parou em Everson novamente. Depois, Nacho e Diego Costa, que estavam no banco, construíram o terceiro gol. O argentino fez boa jogada pela esquerda e cruzou para o centroavante anotar o terceiro. No fim, o Vozão diminuiu com Gabriel Lacerda, depois de cobrança de escanteio, mas a reação parou por aí.

Na próxima rodada, o Atlético-MG encara o Santos, no Mineirão, às 19h, na quarta-feira (13), enquanto o Ceará visita o São Paulo, na quinta-feira, também às 19h.

 

Sport 1 x 0 Corinthians

O Sport bateu o Corinthians por 1 a 0, no sábado, saiu do Z4 por algumas horas, mas voltou pra ele com o encerramento da rodada.

No duelo contra o Corinthians, quem começou pressionando foram os visitantes, em chute de Róger Guedes. Depois disso, o Sport foi para cima e controlou o jogo durante todo o tempo. Gustavo e Mikael deram trabalho à defesa alvinegra, mas foi Sabino quem abriu o placar, de cabeça. A jogada, porém, não valeu, pois a arbitragem assinalou impedimento de Rafael Thyere, que tentou cabecear e atrapalhou Cássio.

Na etapa final, os dois times levaram perigo aos goleiros. Porém, quem teve mais eficácia foi o Leão, que, aos 35 minutos, fez o gol do jogo com Paulinho Moccelin, em belo chute da ponta da área, aproveitando falha do goleiro corinthiano. O Corinthians ainda tentou o empate com Gabriel Pereira, mas sem sucesso.

Pela 26ª rodada, o Corinthians encara o Fluminense, na Neo Química Arena, às 21h, na quarta-feira, enquanto na quinta, o Sport visita o Cuiabá, às 19h (de Brasília).

 

Fortaleza 0 x 3 Flamengo

Em confronto de times da parte de cima da tabela, o Flamengo venceu o Fortaleza por 3 a 0 no Castelão.

A primeira etapa foi morna, com o Flamengo presente no campo do Fortaleza e chegando a ter 70% de posse de bola em alguns momentos, mas sem conseguir criar perigo no gol de Felipe Alves. A principal chance do 1⁰ tempo foi do Fortaleza, com Yago Pikachu cabeceando livre na área após lançamento de Éderson, mas a bola passou por cima do gol de Gabriel Batista.

Na segunda etapa, após grande chance de David aos 4 minutos para o Fortaleza, o Flamengo tomou o domínio do jogo e fez 3 gols em 6 minutos. O primeiro veio com Pedro, de cabeça, aos 14, após cobrança de escanteio de Andreas Pereira. O gol deu tranquilidade a equipe rubro-negra, que marcou os outros dois sem fazer muito esforço.

Aos 18 minutos, Michael aproveitou o rebote de falta cobrada por Andreas Pereira e só empurrou para a rede, ampliando o placar. 3 minutos depois, Michael recebeu cruzamento de Matheuzinho e cabeceou livre na área para o fundo do gol. Após tomar os gols em sequência, o Fortaleza se abalou e viu Richard ser expulso após agressão de Rodrigo Caio. Com a vantagem no placar, o Flamengo apenas administrou o resultado até o fim da partida.

Com a vitória, o Flamengo permaneceu em segundo lugar, enquanto o Fortaleza permaneceu na quarta colocação na tabela, apesar da derrota.

 

Athletico-PR 0 x 2 Bahia

Mesmo sendo o visitante, foi o Bahia que começou tomando a iniciativa, sempre elaborando jogadas ofensivas pelas laterais do campo, mas sempre ou finalizava mal ou parava na zaga, enquanto o Athletico-PR, que também teve oportunidades, não abriu o placar devido o goleiro e a falta de pontaria. Aos 43, Raí recebeu na grande área, bateu rasteiro e fez 1×0.

No inicio do segundo tempo, a equipe nordestina voltou a pressionar e aos 4, Gilberto aproveitou um cruzamento para cabecear e ampliar a vantagem do time de fora. A partir de então, o furacão tomou conta da partida e utilizou seus ofensores para pressionarem o Bahia até o fim do jogo, mas a trave e o goleiro do tricolor de aço garantiram o resultado.

 

Palmeiras 2 x 4 Red Bull Bragantino

Na volta da torcida ao Allianz Parque, o RB Bragantino rouba a cena e vence o Palmeiras por 4 a 2.

Em jogo movimentado, as duas equipes criaram bastante no primeiro tempo, mas foi o RB Bragantino que teve mais pontaria. Após chegada de Ytalo aos 4 minutos para o Bragantino e chute perigoso de Dudu aos 9 para o Palmeiras, Ytalo abriu o placar para os visitantes aos 12 minutos após receber grande lançamento de Aderlan.

Aos 32, após o Palmeiras criar perigo novamente com Dudu, o RB Bragantino pressionou a saída de bola alviverde com Praxedes, que roubou a bola e passou para Cuello, que chutou de fora da área e ampliou o placar. 3 minutos depois, Praxedes pressionou novamente a saída do Palmeiras, roubou a bola de Kusevic e passou para Ytalo, que passou para Artur, que limpou a marcação dentrou da área e fez o terceiro do Massa Bruta com apenas 35 minutos de jogo. Aos 42 minutos, Kusevic infiltrou na área adversária, cruzou e encontrou Dudu, que fugiu da marcação e cabeceou para o fundo da rede, diminuindo o placar. 4 gols no primeiro tempo.

Na segunda etapa, após o RB Bragantino assustar com Artur aos 3 minutos, o Palmeiras partiu pra cima em busca do empate. Aos 4 minutos, Dudu cobrou falta na cabeça do Luan, que de cara para o gol, não conseguiu marcar. Aos 14, após Dudu finalizar em cima de Cleiton, Jorge foi buscar a sobra dentro da área e foi derrubado por Aderlan, a arbitragem marcou pênalti. Raphael Veiga converteu e deixou o Palmeiras a um gol do empate.

Apesar da pressão inicial, o Palmeiras nài conseguiu chegar a igualdade e o banho de água fria veio aos 30 minutos. Após jogada de Helinho na direita, Ytalo recebeu e passou para Artur na entrada da área, que chutou no ângulo e fez um golaço, colocando fim ao placar. Por fim, o Palmeiras tentou buscar a reação, mas pouco conseguiu criar e precisou apelar para o chuveirinho.

Com a vitória, o Bragantino subiu da 6ª para a 5ª posição na tabela, enquanto o Palmeiras permaneceu em 3⁰ lugar, mas viu os líderes se distanciarem.

 

Juventude 1 x 1 América-MG

Juventude e América Mineiro entraram em campo pela 25° rodada do Campeonato Brasileiro para um duelo franco, afim de fugirem​ da zona de rebaixamento, no estádio Alfredo Jaconi. O jogo foi importante porque marcou a volta da torcida ao estádio em Caxias.

A partida já começou quente na primeira etapa. O América saiu na frente com um gol de Juninho de cabeça, após uma jogada pela esquerda do ataque, através do cruzamento de Marlon. Aos 24 minutos, o Juventude teve a primeira chance mais clara na cabeçada de Sorriso, mas parou por duas vezes seguidas em Matheus Cavichioli, que defendeu lindamente.

O Juventude continuava mais incisivo nas chances criadas, principalmente com Sorriso. Até que aos 43 minutos, num escanteio, Dawhan cabeceou e a bola não balançou a rede, mas passou da linha e o árbitro, com auxílio do VAR, deu o gol para o time de Caxias.

O segundo tempo iniciou com a primeira oportunidade de gol sendo do Juventude, num passe de Paulinho, Ricardo Bueno chutou de fora da área no canto direito de Cavichioli. A bola passou com perigo. A etapa final tempo continuou com algumas chances, não tão claras, para os dois lados, mas com a pontaria ruim de ambas as equipes. Com correria, mas sem muita criatividade, o jogo terminou empatado.

Resultado ruim os dois, principalmente para o Juventude, que jogou em casa, mas não conseguiu se afastar da zona de rebaixamento. Na próxima rodada o Juventude irá encarar o Flamengo, fora de casa. Já o América MG recebe o Athlético Paranaense.

 

Internacional 5 x 2 Chapecoense

No primeiro tempo, a Chape teve suas chances, mas o Inter dominou a maioria esmagadora da etapa, tanto que Yuri Alberto abriu o placar logo no primeiro minuto; aos 5, Taison aproveitou um cruzamento para dominar, chutar cruzado e fazer o segundo. Meia hora depois, Yuri Alberto tocou na saída do goleiro para marcar o terceiro. Aos 39, o camisa 11 viu que a zaga afastou mal, pegou a sobra e completou seu “hat-trick”.

No segundo tempo, o colorado diminuiu a intensidade, mas não abdicou do ataque, tanto que o estreante da base Matheus Cadorini aproveitou um cruzamento de escanteio para fazer um gol de cabeça aos 12. Apesar de tudo, os catarinenses não desistiram e aos 15, Mike recebeu, soube controlar a bola e finalizou para fazer o primeiro dos visitantes, aos 35, o atacante da equipe verde aproveitou um passe para pegar de primeira e fazer o último gol do jogo.

 

Santos 1 x 0 Grêmio

Santos e Grêmio fizeram um duelo onde o empate não seria um bom resultado para nenhum dos lados, em um estádio que recebeu a sua torcida, acostumada a empurrar os donos da casa, com exatos 4.165 pagantes puderam acompanhar e sofrer durante 90 minutos.

Em um primeiro tempo bem movimentando com boas chances para o lado alvinegro, quem levou o duelo foi o goleiro gremista, Brenno, que voltou para o gol tricolor e foi o principal destaque e responsável pelo 0 a 0 que se encaminhou para o intervalo do jogo.

Já em um segundo tempo onde a equipe do Grêmio conseguiu amarrar o jogo, o Santos até tentou, mas não conseguia entrar no sistema defensivo do Grêmio. Bem postado foi somente nos acréscimos da etapa final que a torcida do Santos pode vibrar de alegria. Depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou para Marinho, que, de fora da área chutou e no trajeto da bola Wagner Leonardo desviou para o fundo da rede, porém o bandeirinha anulou alegando impedimento.  Na transmissão do jogo o gol foi dado como gol legal e a torcida do Santos vibrou mesmo sem a confirmação do VAR que vinha minutos depois. Depois que o jogo acabou, Rafinha, lateral do Grêmio, se envolveu em uma briga com gandulas do Santos e foi expulso.

Na 26ª rodada, o Santos vai até Minas Gerais para enfrentar o Atlético-MG as 19h, na quarta-feira. No mesmo dia, o Grêmio desembarca em Fortaleza para enfrentar a equipe da casa as 20h.

 

Cuiabá x São Paulo

O Cuiabá tomou conta dos primeiros movimentos na partida contra o São Paulo, no encerramento da 25ª rodada do Brasileirão.

Clayson arriscou de longe e a bola foi por cima do gol, depois, Jenison ficou frente a frente com Volpi e tentou a cobertura, mas acabou chutando para fora. Com lentidão, o São Paulo foi se ajustando na defesa mas sem acordar na parte ofensiva, levando pouco perigo ao gol do Dourado. Quando o São Paulo se organizou ofensivamente, o Cuiabá se postou bem na zaga e impediu o gol Tricolor. No fim do primeiro tempo, uma notícia que preocupa pelos lados do Tricolor, é que Rigoni, com problema na coxa esquerda, saiu de campo lesionado. O time paulista ainda assustou com Calleri nos acréscimos, mas o atacante chutou para fora, perto da pequena área.

No segundo tempo, o Cuiabá seguiu pressionando e com 15 minutos havia chutado quatro vezes ao gol. Aos 30, o São Paulo tentou responder com Benítez, de longe, mas Walter fez a defesa sem problemas. Em seguida, Volpi precisou trabalhar mais duas vezes, em chance de Felipe Marques e Paulão. Apesar da pressão, o gol acabou não saindo e cada time ficou com um ponto.

Na próxima rodada, o São Paulo recebe o Ceará, no Morumbi, às 19h, na quinta-feira (14), enquanto no mesmo dia e horário o Cuiabá joga contra o Sport na Arena Pantanal.

Confira a classificação:

Arte/ESF

 

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira