Últimas Notícias

Sem conversa: Brooklyn Nets afasta Kyrie Irving da equipe enquanto ele não se vacinar contra a Covid-19

O Brooklyn Nets tomou a decisão de afastar o armador Kyrie Irving, um dos destaques do time, de treinos e jogos a partir desta terça-feira (12), enquanto o jogador não se vacinar contra a Covid-19.

+ Veja a classificação completa da NBA 2021/2022

O jogador faz parte de um grupo de menos de 5% de jogadores da NBA que recusaram a vacinação, o que torna esse grupo inelegível para partidas em vários estados, incluindo Nova Iorque, onde é exigido o comprovante de vacinação para a entrada nos estádios. Com isso, Irving não poderia atuar nem mesmo nos jogos em casa dos Nets.

+ “Acredito firmemente na ciência”, disse Michael Jordan sobre as medidas da NBA pela vacinação contra a Covid-19

O gerente geral do clube, Sean Marks, assinou o comunicado abaixo, que demonstra que as negociações entre jogador e clube não avançaram e que a equipe não aceitará uma participação parcial de nenhum jogador.

Veja o comunicado:

Dada a evolução da situação e após deliberação minuciosa, decidimos que Kyrie Irving não jogará ou treinará com a equipe até que seja elegível para ser um participante completo. Kyrie fez uma escolha pessoal e respeitamos seu direito individual de escolher. Atualmente, a escolha restringe sua capacidade de ser um membro em tempo integral da equipe e não permitiremos que nenhum membro de nosso time participe com disponibilidade apenas parcial. É imperativo que continuemos a construir a química como uma equipe e permaneçamos fiéis aos nossos valores de união e sacrifício há muito estabelecidos. Nossos objetivos para o campeonato e a temporada não mudaram, e para atingir essas metas cada membro de nossa organização deve olhar na mesma direção. Estamos entusiasmados com o início da temporada e ansiosos por uma campanha de sucesso que deixará o Brooklyn orgulhoso.

Comunicado do Brooklyn Nets explicando o afastamento de Kyrie Irving da equipe — Foto: Reprodução Twitter

Comunicado do Brooklyn Nets explicando o afastamento de Kyrie Irving da equipe — Foto: Reprodução Twitter

 

Segundo a liga, o índice de vacinação chegou a 95% entre os atletas até o dia 1º de outubro. As cidades de São Francisco e Nova Iorque existem a vacinação para a participação de eventos em locais fechados, o que afeta diretamente os times: Golden State Warriors, New York Knicks e Brooklyn Nets.

Segundo o ge, a ESPN americana apurou a informação de que a liga e o sindicato dos jogadores entraram em acordo para reduzir o salário anual dos jogadores em 1/91,6 por cada jogo perdido por conta dos protocolos de vacinação. Com isso, o ala do Golden State Warriors, Andrew Wiggins, se vacinou na última semana, mas deixou claro que se sentiu obrigado.

Recentemente, um dos principais nomes da história da liga, Michael Jordan, se posicionou em favor da vacinação e das medidas adotadas pela entidade.

A temporada regular da NBA começa no dia 19 de outubro, com duas partidas: Brooklyn Nets x Milwaukee Bucks – o atual campeão, e depois o Los Angeles Lakers encara o Golden State Warriors.

Foto destacada: Steven Ryan/Getty Images

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira