Últimas Notícias

Série B: Líder e vice-líder tropeçam e Goiás e Vasco embolam disputa pelo G4 na 30ª rodada

Feito por: Alex Braz, Beto Sperandio, Rodrigo Andrade e Ryan Leal.

 

A 30ª rodada da Série B foi vantajosa para o Goiás e para o Vasco, já que os principais concorrentes dentro e fora do G4 tropeçaram na rodada. Em duelo direto, inclusive, a equipe carioca bateu o líder Coritiba, enquanto o Botafogo empatou com o Cruzeiro. O time goiano venceu o CSA com placar largo, ao mesmo tempo em que Avaí, CRB e Guarani tropeçaram. Veja as análises:

+ Confira a classificação completa da Série B

Sampaio Corrêa 0 x 1 Vitória

Em São Luís – MA, o Sampaio Correa podia voltar a briga para o acesso, mas acabou parando no Vitória, que não marcava um gol há 7 jogos e desencantou pra somar três pontos . No primeiro tempo o Vitória já começou melhor e logo aos 5 minutos abriu o placar com Eduardo cobrando falta, que ainda desviou na zaga antes de entrar no gol Maranhense. Depois disso, soube controlar bem o jogo e não deixou o Sampaio reagir e buscar o empate. Aos 35 minutos o lateral Watson finalizou pela primeira vez para o Sampaio, mas sem muito perigo. No segundo tempo não vimos muita mudança no panorama do jogo. o Sampaio até tentou atacar, mas sem muita efetividade. Enquanto o Vitória tomava conta e controlava o jogo tranquilamente. Na segunda metade da etapa final, o Sampaio Correa até tentou atacar mais, dando espaço para os contra-ataques do time baiano, mas faltou qualidade na hora de decidir. Final de jogo, Sampaio Correa 0 x 1 Vitória. Na próxima rodada o Sampaio vai a Curitiba enfrentar o líder da competição, Coritiba. Enquanto o Vitória recebe o lanterna, Brasil de Pelotas no Barradão.

Cruzeiro 0 x 0 Botafogo

A 30° rodada da série B do Brasileirão começou com um jogão entre Cruzeiro (12° colocado) e o Botafogo (2° colocado) podendo assumir a liderança provisória em caso de vitória.

Com pouco mais de 4 minutos de jogo, a Raposa já havia chegado duas vezes na área do adversário com Thiago em chute forte pela esquerda e de cabeça com Bruno José.

O Cruzeiro foi melhor no jogo, mais ofensivo e com marcação alta, o time pressionou o Botafogo que se segurou como pode, até que aos 19, Diego Lourero fez uma ótima defesa em mais uma cabeça de Thiago.

Na beira de campo, o técnico do Cruzeiro se irritou com o quarto árbitro “não faz assim pra mim não, não faz assim pra mim não”, disse Vanderlei Luxemburgo.

O Botafogo após os 25 conseguiu equilibrar um pouco a partida, porém encontrava muita dificuldade para chegar na área adversária, até aos 35 minutos, nenhuma finalização do Botafogo. Já o Cruzeiro continuava pressionando, e aos 46 Diego Lourero faz mais uma boa defesa após ataque dos mandantes.

O primeiro tempo chegou ao fim com 0 a 0 no placar e sem nenhuma finalização do Botafogo contra doze do Cruzeiro.

SEGUNDO TEMPO – Em busca da liderança, o Botafogo voltou com outra atitude e tentou buscar mais o jogo, Rafael Navarro fez Fabio trabalhar após uma boa cabeçada logo no início da segunda etapa. O jogo não chegou a ganhar mais emoção no segundo tempo, o time carioca que não finalizou nenhuma vez no primeiro tempo, chegou poucas vezes na área da Raposa e as finalizações quase não apareceram assim como no primeiro tempo.

O Botafogo até tentou algo a mais no segundo tempo, porém o Cruzeiro foi melhor assim como no primeiro tempo, prova disso está no número de finalizações, 20 para o Cruzeiro e 2 para o Botafogo.

Com o resultado, o Botafogo segue no segundo lugar na tabela pelo menos até Sábado, pois se o Avaí ganhar do Confiança, assume a segunda posição, já o Cruzeiro na 11°, vai ficar de olho nos jogos do Remo e do Vila Nova, que se ganharem, podem tirar a 11° da Raposa.

Na próxima rodada, o Cruzeiro pega o Avaí, enquanto o Botafogo joga contra o Brusque.

 

Brusque 3 x 1 Remo

Brusque e Remo fizeram uma partida recheada de gols e emoções pela Série B. Apesar do gramado fortemente prejudicado pela chuva, o Leão abriu o placar com Pingo, que acabou deixando a partida ainda no primeiro tempo. Na etapa final, o jogo ficou empolgante e Luizão e Thiago viraram o placar para o Quadricolor em dois minutos. Depois, Thaigo Coelho ainda defendeu um pênalti de Edu, com o artilheiro da competição marcando ainda nos acréscimos.

Depois de perder o pênalti, Edu ainda precisou ir para a própria meta e defender a cobrança de Gedoz, impedindo o gol do Remo.

Na próxima rodada o Brusque visita o Botafogo, às 20h30, na quarta-feira (20), enquanto o Remo joga apenas no domingo (24), enfrentando a Ponte Preta, no Baenão.  

CRB 2 x 2 Guarani

O primeiro tempo de CRB e Guarani começou animado. Logo aos seis minutos, Thales abriu o placar para o Bugre. Com isso, os visitantes controlaram a partida e não sofreram pressão. Na etapa final, o jogo não mudou muito, com o Guarani controlando o jogo e o CRB buscando o empate, mas sem sucesso.

O CRB foi buscando espaços e deixou buracos na defesa, criando chances para o Bugre fazer o segundo, com Régis. Junior Brandão diminuiu aos 32, e, buscando o resultado, o CRB partiu para o ataque e conseguiu um pênalti aos 47 minutos. O VAR confirmou e Wesley converteu, dando números finais ao jogo.

Na próxima rodada, o Guarani enfrenta o Confiança, na sexta-feira (22), às 19h, no Brinco de Ouro, enquanto o CRB joga contra o Vila Nova, na segunda-feira (18), às 20h, no OBA.  

Goiás 3 x 1 CSA

Goiás vence o CSA em casa e se firma no G-4. Na primeira etapa, o Goiás abriu o placar logo aos 6 minutos. Alef Manga fez boa jogada individual e passou para Luan Dias, que apareceu na área, tirou do goleiro e mandou para o fundo do gol. Aos 12 minutos, o CSA quase empatou em voleio de Iury Castilho, que viu Tadeu fazer grande defesa. Desde então, a partida se desenrolou em um jogo de marcação entre as duas equipes que se estendeu até o final do 1⁰ tempo. Aos 46 minutos, Elvis cobrou escanteio e David Duarte cabeceou para o gol, ampliando o placar para o Esmeraldino.

No segundo tempo, o Goiás buscou apenas controlar o resultado sem se desgastar. Aos 11 minutos, Elvis fez belo lançamento de trivela em direção a área do CSA e encontrou Hugo sem marcação. O lateral mandou de primeira para o gol, sem chances para o goleiro Lucas Frigeri. Mal no jogo, o CSA achou o gol de honra aos 27 minutos, quando após chute de Renato Cajá, Delatorre contou com desvio de Reynaldo e chutou para o gol, descontando o placar. Após o gol dos visitantes, o Goiás quebrou o ritmo e não deu mais chances para os alagoanos.

Com a vitória, o Goiás subiu para a 3ª posição (caso o Avaí não vença) e soma 51 pontos. Já o CSA, caiu da sexta para a oitava posição, com 45 pontos.  

Brasil de Pelotas 2 x 2 Vila Nova

O Vila Nova começou pressionando e logo de cara abriu o placar, aos cinco minutos, com Rafael Silva, aproveitando cobrança de escanteio. O Tigre ainda assustou com Alesson, mas quem marcou foi o Brasil, com Erison, aproveitando falha do goleiro Fabrício. Depois, a falha foi na zaga do Xavante. Oliveira tentou cortar o cruzamento mas acabou marcando contra a própria meta. Para completar o show, a energia acabou em todo o estádio ainda nos acréscimos da primeira etapa.

No segundo tempo, o Vila começou com tudo e quase fez o terceiro, porém, quem anotou foi o Brasil, com Erison aparecendo livre na área. Os times alternaram os bons momentos mas não aproveitaram e não conseguiram a mudança no placar.

Na próxima rodada, o Brasil de Pelotas encara o Vitória, no sábado (23), às 16h30, no Barradão, enquanto o Vila Nova joga contra o CRB, na segunda, às 20h, no OBA.  

Ponte Preta 2 x 3 Náutico

A Macaca começou o jogo mais incisiva, criando as melhores chances e sendo mais objetiva com a bola. O Náutico tentava responder, mas parava no travessão e no goleiro Ivan. De tanto insistir, os donos da casa abriram o placar, com Marcos Júnior. O Timbu conseguiu o empate ainda no primeiro tempo com Caio Dantas. Porém, nos acréscimos da etapa inicial Rodrigão apareceu na área e aproveitou bobeada do goleiro Anderson para deixar a Ponte na frente.

No segundo tempo, o Náutico voltou com tudo para buscar o resultado. Aos 5 minutos, Murillo recebeu em contra-ataque, invadiu a área e fez o gol de empate. O gol da virada veio aos 21, depois de escanteio de Jean Carlos, Rafael Ribeiro foi ao último andar para conseguir a virada para os visitantes. A Ponte tentou o empate mas parou em Anderson, cinco vezes.

Na 31ª rodada, a Ponte joga contra o Remo, no Baenão, às 16h, do domingo (24). O Náutico recebe o Vasco, nos Aflitos, no mesmo dia e horário.  

Vasco 2 x 1 Coritiba

Vasco vence o líder Coritiba e se aproxima do G-4. O cruz-maltino foi soberano no 1⁰ tempo em São Januário. Se mantendo sempre com a bola, o Vasco permaneceu a maior parte da etapa no campo do Coritiba, sem dar nenhuma chance ao líder do campeonato de esboçar um ataque. Com triangulações pelo lado direito e com a dobradinha de Riquelme e Gabriel Pec pelo lado esquerdo, o Vasco foi acuando o rival até chegar ao gol aos 18 minutos, quando após Nenê escorar e Gabriel Pec chutar para o gol, Cano aproveitou o rebote permitido por Wilson e mandou para o fundo da rede.

Com o resultado a favor, o Vasco continuou controlando o jogo no campo de ataque do Coritiba, mas não conseguiu ampliar. Na segunda etapa, o Coritiba surpreendeu o Vasco logo aos 16 segundos de jogo. Após a saída no meio de campo, Rafinha foi acionado no lado direito, cruzou, Ricardo Graça falhou na interceptação e a bola sobrou para Léo Gamalho livre mandar para o fundo da rede e empatar o jogo.

Mesmo com o gol sofrido, o time da casa não se abalou. Logo aos 2 minutos, Riquelme apareceu na esquerda, chutou cruzado, Cano desviou e Nenê apareceu chutando de direita para o fundo do gol. Após análise do VAR quanto a posição do meia, o gol foi validado. O gol foi um balde de água fria para a equipe do Coritiba, que mesmo se lançando ao ataque até o final do jogo, não conseguiu ser efetivo e agora vê a vantagem para os rivais diminuir.

Com a vitória, o Vasco subiu da 8ª para a 6ª posição, somando 46 pontos. Apesar da derrota, o Coritiba ainda é líder e não poderá ser ultrapassado nessa rodada, com 54 pontos.  

Operário-PR 0 x 0 Londrina

Em confronto regional, os dois clubes buscavam a fuga do Z4. Por conta disso, os times fizeram um duelo equilibrado. O Tubarão foi quem começou levando perigo com Eltinho, que acertou o travessão. Depois, Zeca foi quem perdeu boa oportunidade. O Fantasma arriscou mais de fora da área e em bolas aéreas, conseguindo a melhor chance com Felipe Garcia que cabeceou para boa defesa de César. Na etapa final, os donos da casa perderam uma chance inacreditável com Leandro Vilela, quase dentro do gol. Porém ele acabou chutando por cima da meta. Depois disso, as ações continuaram as mesmas da primeira etapa, enquanto o Londrina buscou se aproveitar dos contra-ataques, mas sem chances claras de gol. Por fim, Matheus Bianqui acertou a trave mas o placar não saiu do zero. O Operário-PR volta a campo contra o CSA, no sábado, às 19h, no Rei Pelé, enquanto o Londrina enfrenta o Goiás, às 19h de terça, no Estádio do Café.  

Confiança 3 x 1 Avaí

No jogo que fechou a rodada, Confiança e Avaí fizeram um ótimo primeiro tempo. O Leão começou criando as melhores oportunidades, depois, o Confiança foi entrando no ritmo da partida e, aos 37 minutos, conseguiu abrir o placar com Lohan, em cobrança de pênalti.

Na etapa final, o Avaí empatou com 15 minutos de jogo, com Romulo, depois de cruzamento de Copete. Lohan teve a chance de deixar o time sergipano na frente, mas acabou perdendo pênalti cinco minutos depois do empate, com chute na trave. O alívio, porém, veio aos 35 minutos. Rafael Vila recebeu de Álvaro e mandou direto para o gol. Com oito de acréscimo e aproveitando os contra-ataques, o time da casa ainda fez o terceiro, com Neto Berola.

Na próxima rodada o Confiança joga contra o Guarani, na sexta, às 19h, enquanto o Avaí enfrenta o Cruzeiro, às 21h30, também na sexta.

Foto destacada: Alexandre Durão

  Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira