Últimas Notícias

Brasileirão: Atlético-MG se distancia na liderança enquanto Grêmio e Santos se enroscam no Z4 pela 28ª rodada

A 28ª rodada do Brasileirão marcou uma vitória importante do líder Atlético-MG e os tropeços de Grêmio e Santos, que lutam contra o rebaixamento. O Fortaleza, atual terceiro colocado, venceu com soberania o Athletico, enquanto o Flamengo foi derrotado por 3 a 1 no FlaFlu. Veja as análises:

+ Veja a classificação completa do Brasileirão

Santos 0 x 2 América-MG

O duelo começou com o América-MG jogando melhor, no ataque e pressionando o Santos. O goleiro João Paulo cometeu um erro grave e quase o time mineiro abriu o placar. O Santos começou a equilibrar as ações depois dos 20 minutos. O Santos foi mais agudo mas não conseguiu entrar na área do Coelho. Com o jogo equilibrado, Jean Mota cometeu pênalt em Ademir e acabou expulso. O próprio Ademir bateu e abriu o placar.

Na etapa final, João Paulo falhou de novo e Alê fez o segundo, livre. Após controlar o placar, o time mineiro tomou conta do jogo e sofreu pouco.

Na próxima rodada o Santos visita o Athletico, às 17h, no sábado. O América-MG recebe o Fortaleza, às 21h, também no sábado. Antes, o Santos joga contra o Flumiennse, na quarta (27), às 19h, em jogo atrasado da 23ª rodada.

 

Juventude 0 x 0 Ceará

Com o jogo quente, os donos da casa reclamaram de toque de mão de Messias dentro da área. O Juventude levou perigo em cruzamentos e quase abriu o placar com Sorriso, mas o zero não saiu do placar.

Na etapa final, o Ceará chegou pela primeira vez aos 16 minutos. O Juventude foi perdendo força e melhorou depois da entrada de Paulinho Boia, que quase marcou aos 39. Ele também reclamou de pênalti, aos 46, mas a arbitragem não marcou nada.

Pela 29ª rodada o Juventude encara o Bahia, às 19h15, no sábado. O Ceará joga contra o Fluminense, no domingo, às 16h. Antes, em jogo atrasado da 23ª rodada, o Ceará joga contra o Bahia, na quarta-feira (27), às 19h, na Itaipava Arena Fonte Nova.

 

Fluminense 3 x 1 Flamengo

O clássico carioca começou com o domínio do Rubro-Negro, criando duas boas chances nos 10 minutos iniciais, incluindo uma bola no travessão com Matheuzinho, de cabeça. Depois, o Flu conseguiu se organizar em campo e Luiz Henrique e Caio Paulista fizeram boas armações pelas pontas, e, John Kennedy abriu o placar ao completar o cruzamento, aproveitando rebote de Diego Alves.

Na etapa final, o jogo recomeçou da mesma forma: Fla pressionando pelo empate mas sem sucesso, enquanto o Flu aguardava para atacar. Por fim, aos 15, o Tricolor conseguiu ampliar a vantagem, novamente com John Kennedy. Ele se jogou para aproveitar um cruzamento de Luiz Henrique que saiu fraco, e tocou na saída de Diego Alves. O Fluminense quase fez o terceiro aos 23, mas, quem conseguiu o gol foi o time de Renato Portaluppi.

Renê tentou chutar de fora da área, a bola desviou na zaga e sobrou para ele mesmo chutar com mais força e estufar a rede. Após isso, o jogo caiu de rendimento e o Flu ainda fez o terceiro, com Abel Hernández chutando bonito no ângulo de Diego Alves, dando números finais ao jogo.

O Fluminense encara o Ceará, às 16h do domingo, pela próxima rodada, enquanto o Flamengo recebe o Atlético-MG, às 19h, no sábado. Antes, o Fluminense joga contra o Santos, na quarta (27), às 19h, em jogo atrasado da 23ª rodada.

Fortaleza 3 x 0 Athletico

O Fortaleza começou a todo vapor, abrindo a vantagem aos 50 segundos, com Lucas Lima. O time ainda fez o segundo com Yago Pikachu acertando belo chute de fora da área e ainda criou boas oportunidades no primeiro tempo, porém, sem conseguir aumentar a diferença.

Na etapa final, a história se repetiu. O Leão amassou o Furacão no campo de defesa, apesar do time paranaense buscar mais o ataque do que na etapa inicial, mas foi Robson, para o time cearense, que fez o único gol do segundo tempo e decretou a boa vitória do Fortaleza.

Na próxima rodada o Athletico recebe o Santos, às 17h, no sábado. O Fortaleza visita o América-MG, às 21h, também no sábado.

 

Atlético-MG 2 x 1 Cuiabá

A partida começou pegando fogo, porém, de forma positiva para os visitantes. Aos 2 minutos o Cuiabá abriu o placar com gol contra bizarro de Nathan Silva, que, tentou recuar para Everson e a bola acabou passando pelo goleiro, morrendo no fundo da rede. O Atlético, porém, não se abateu e fez o gol de empate logo em seguida, com Hulk. Depois disso, virou jogo de um time só, com os donos da casa fazendo valer a presença da torcida e o bom retrospecto na competição. A virada veio ainda no primeiro tempo, com Jair, de cabeça, nos acréscimos.

Na etapa final, o jogo permaneceu da mesma forma, fazendo ainda um terceiro gol, mas que foi anulado por conta da bola ter batido na mão do atacante. O Cuiabá ainda tentou responder com Jhonatan Cafu e João Lucas, mas sem sucesso.

Pela 29ª rodada, o Atlético-MG visita o Flamengo, às 19h, no sábado. O Cuiabá recebe o Red Bull Bragantino, às 20h (de Brasília), na segunda-feira (1º).

 

Internacional 2 x 2 Corinthians

O Inter começou pressionando e conseguiu abrir o placar no começo da partida, com Lindoso, porém, o time caiu de rendimento e a partida ficou mais truncada e pegada no meio de campo, com poucas oportunidades para os dois times. Nos minutos finais da primeira etapa, Edenílson e Róger Guedes assustaram os goleiros adversários, mas nada fez com que os times alterassem o placar.

No segundo tempo, os times voltaram de forma parecida. O Inter acertou a trave aos 4 minutos, mas não contava com a mudança de postura da equipe visitante. O Corinthians começou a tomar conta da partida e conseguiu a virada. Primeiro, Giuliano recebeu bom passe em profundidade, driblou Marcelo Lomba e empatou a partida, e depois, Fábio Santos, de pênalti, fez o segundo. A vitória parecia certa para a equipe corinthiana, mas, com a pressão colorada no campo de ataque, o empate veio. Gustavo Maia acertou belo chute, pegando Cássio desprevinido e deu números finais ao jogo.

Ao término da partida, Patrick e Xavier trocaram empurrões, arrumando uma confusão generalizada em campo e sendo expulsos do jogo.

Na próxima rodada o Internacional visita o São Paulo, às 18h15, no domingo (31), enquanto o Corinthians joga apenas na segunda-feira (1º), diante da Chapecoense, às 21h30, na Neo Química Arena.

 

Red Bull Bragantino 1 x 0 São Paulo

A partida começou equilibrada no interior paulista. O Massa Bruta assustou aos dois minutos, com Artur, mas ele parou em Volpi. Depois, Reinaldo aproveitou falha da defesa adversária e chutou para boa defesa de Cleiton. O time da capital quase abriu o placar com Luciano, que recebeu uma bola incrível de Igor Gomes, mas quem acabou chutando – e para fora, foi o atacante Pablo. Os dois times ainda tiveram a chance de abrir o placar, mas não conseguiram acertar o alvo, muito por conta da boa noite dos dois goleiros.

No segundo tempo, o Red Bull Bragantino abriu o placar, mas o lance foi invalidado pelo VAR por conta de impedimento no início da jogada. Mas aos 11, o time chegou ao ataque novamente, em cobrança de escanteio, e Luan Cândido fez o único gol do jogo. O São Paulo não reagiu e, por consequência, não conseguiu levar perigo ao gol de Cleiton. Já os donos da casa quase ampliaram com Cuello, que acertou a trave. Quando o Tricolor parecia querer o empate, já era tarde demais. Fim do jogo e da sequência invicta do time comandado por Rogério Ceni.

Na 29ª rodada, o Red Bull Bragantino enfrenta o Cuiabá, na segunda-feira (1º), às 20h (de Brasília), na Arena Pantanal. O São Paulo joga contra o Internacional, às 18h15, no domingo.

 

Bahia 3 x 0 Chapecoense

O Bahia mostrou a que veio logo no minuto inicial do jogo: Gilberto perdeu uma chance de abrir o placar, mas na segunda não desperdiçou e fez o primeiro do Tricolor. Ainda pressionando, o Bahia quase fez outro com Rodallega, mas acabou perdendo a jogada. A Chape tentou administrar a posse de bola, mas buscou cruzamentos em excesso e não levou muito perigo ao gol baiano. O Bahia, no entanto, ampliou aos 19, com Raí.

Na etapa final, a Chape continuou em um ritmo abaixo do Bahia e não conseguiu reagir e buscar o empate. Aos seis minutos, o time baiano ainda fez o terceiro, com Luiz Otávio. Com boa vantagem no placar, o Bahia diminuiu a frequência de ataques, e, Danilo Fernandes, quando foi exigido, passou tranquilidade para a zaga.

Na próxima rodada, o Bahia encara o Juventude, no sábado, às 19h15, fora de casa. A Chapecoense joga contra o Corinthians, às 21h30, na segunda-feira (1º), na Neo Química Arena. Antes, em jogo atrasado da 23ª rodada, o Bahia enfrenta o Ceará na quarta-feira (27), às 19h, na Itaipava Arena Fonte Nova.

 

Atlético-GO 2 x 0 Grêmio

O Grêmio parecia que, enfim sairia da zona do rebaixamento, mas não foi bem o que aconteceu. O time gaúcho levou perigo aos 10 minutos, com Thiago Santos, além de boas chances de Douglas Costa, Jean Pyerre e Villasanti, que recebeu bom passe na área, mas acabou chutando em cima de Fernando Miguel. O Atlético, porém, saía em velocidade nos contra-ataques, e conseguiu abrir o placar. Igor Cariús recebeu de Éder, Vanderson vacilou na marcação e o lateral tocou na saída de Brenno para fazer o primeiro.

Na etapa final, Villasanti também teve boa oportunidade, mas os donos da casa fizeram valer o mando de campo e empurraram o Tricolor para o campo de defesa. Empurram tanto que, aos 22, Paulo Miranda fez pênalti em André Luís, e acabou sendo expulso pelo segundo cartão amarelo. Na cobrança, Marlon Freitas fez o segundo e deu números finais ao jogo. Ferreira, Borja e Luiz Fernando ainda tiveram chances de reverter o resultado, mas sem sucesso.

Na próxima rodada, o Grêmio recebe o Palmeiras, no domingo, às 16h. O Atlético-GO joga contra o Sport, às 20h30, no domingo, na Arena Pernambuco.

 

Palmeiras 2 x 1 Sport

Com bom retrospecto jogando no estádio alviverde, o Sport conseguiu um belo contra-ataque em desatenção da zaga palmeirense e abriu o placar logo aos três minutos, com Leandro Barcia aproveitando cruzamento de Luciano Juba. Os visitantes ainda ficaram com a bola em alguns momentos, mas, até pela pressão de jogar em seus domínios, o Palmeiras tomou conta do jogo. Os comandados de Abel Ferreira até insistiram em tirar o zero do placar, mas Maílson, em grande noite, evitou o gol palmeirense na primeira etapa, em chances de Rony, Dudu, Luiz Adriano e Piquerez.

Na etapa final, o jogo se tornou praticamente um ataque contra defesa, com Maílson atrapalhando os planos palmeirenses em diversas oportunidades. Porém, aos 7 minutos, Scarpa cobrou falta na área e Luiz Adriano desviou para empatar. O atacante, bastante criticado pela torcida, fez sinal de silêncio após empatar o jogo, o que causou revolta nos torcedores após o término do jogo. Em campo, o Palmeiras quase virou no lance seguinte, mas sem sucesso. Quando o jogo se encaminhava para o final, aos 36, Scarpa cobrou escanteio, Willian desviou para trás, e, Felipe Melo fez o gol da virada paulista e o gol de número 400 do time no Allianz Parque.

Na 29ª rodada, o Palmeiras visita o Grêmio, no domingo, às 16h. O Sport entra em campo contra o Atlético-GO, às 20h30, no domingo, na Arena Pernambuco.

Foto destacada: Beto Sperandio/ESF.

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira