Lutas

Osman e Namajunas mantém seus cinturões no UFC 268

No último sábado (06), no Madison Square Garden, ocorreu o UFC 268, marcado por duas defesas de cinturões, ambas foram verdadeiras revanches, visto que não foi a primeira vez que os atletas da noite chegaram a se enfrentar disputando cinturão. Os combates em questão foram entre o nigeriano Kamaru Usman e o estadunidense Colby Convington e entre a estadunidense Rose Namajunas e a chinesa Weili Zhang.

No confronto visto como uma das maiores rivalidades do MMA atual, Kamaru Osman voltou a derrotar Colby Convington. A última vez que os dois meio-médios se enfrentaram foi no UFC 245, em dezembro de 2019, na época, o africano venceu por nocaute de socos e defendeu o cinturão, quase dois anos depois, a vitória veio na decisão unânime dos juízes (48 – 47, 48 – 47, 49 – 46) após um combate dominado pelo campeão, que defendeu o título pela quinta vez.

Osman acertando um soco em Convington. Crédito: Reprodução/UFC.

Após um primeiro round estudado, Usman utilizou o segundo round para dar golpes precisos e derrubou o adversário duas vezes, nos próximos rounds, Convington foi mais agressivo, sempre buscando golpear e derrubar o africano, mas a maior parte de suas ações eram anuladas pelo campeão, que ou contra-golpeava ou evitava as quedas. No quarto Round, Convington abalou Usman com um direto de esquerda, mas não teve tempo de continuar atacando.   

No confronto feminino do peso-palha, Rose Namajunas conseguiu levar a melhor mais uma vez diante de Weili Zhang, que lutou pela primeira vez desde que perdeu o título para a própria estadunidense. No UFC 261, em abril desse ano, Rose Namajunas venceu por nocaute com um chute seguido de socos, na revanche, obteve sucesso na sua primeira defesa de cinturão após o triunfo em abril e venceu na decisão dividida dos juízes. (47 – 48, 48 – 47, 49 – 46).

Rose Namajunas posando com seu cinturão. Crédito: Reprodução/ UFC Brasil.

Nos dois primeiros rounds, as duas lutadoras se movimentaram muito, trocando golpes em pé e partindo para quedas e encurraladas, no round seguinte, Namajunas tomou iniciativa mais vezes e acertou golpes mais precisos, chegando a derrubar a adversária, que levantou de imediato, no quarto round, a desafiante tentou aplicar um mata-leão, mas Namajunas conseguiu inverter a posição e ficou por cima até os segundos finais.

Partindo para o tudo ou nada, a chinesa foi para o último round mais agressiva, investindo em cruzados e diretos, mas a estadunidense soube se defender, derrubou Zhang e a manteve com as costas no chão até o fim.

Rose Namajunas dando um chute em Zhang. Crédito: Reprodução/UFC.

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira