Últimas Notícias

Pênalti melancólico de Borja simboliza o rebaixamento do Grêmio para a Série B 2022

Aos 41 minutos do segundo tempo , com o jogo morno devido aos pênaltis paralelos em Fortaleza e Caxias do Sul , o atacante colombiano isolou a bola em direção ao único espaço da Arena não ocupada pela torcida gremista. Mas voltaremos a este momento.

O Grêmio foi a campo com Gabriel, Rafinha, Ruan, Rodrigues e Dyogo Barbosa; Lucas Silva, Thiago Santos, Campaz, Douglas Costa, Ferreira e Diego Souza. Escalados por Vagner Mancini.

Já o time alternativo do campeão brasileiro entrou em campo com Rafael ,Guga, Nathan Silva, Micael e Dodô; Tchê Tchê, Calebe, Borrero; Eduardo Sasha, Vargas e Savarino. Cuca é o maior treinador da história do Galo.

O jogo começou eletrizante. Em 20 minutos o time da casa já vencia por 3×0. Com participação ativa de Douglas Costa nos lances, Diego Souza aos 5 , Campaz aos 10 e novamente Diego Souza num golaço de falta aos 19 minutos. Mas como o Bahia a essa altura também vencia em Fortaleza o sentimento era pela metade.

Com isso o Galo mostrou sua força em um golaço de Dodô aos 25 e uma brilhante finalização de Vargas aos 35.

No segundo tempo o jogo seguiu no controle do Grêmio com gol de Douglas Costa aos 13 minutos. O galo só foi descontar aos 45 , também de falta e outro golaço.

Com o placar seguro as atenções foram todas para Fortaleza com a virada do time da casa. Uma festa na Arena do Grêmio. Para um minuto depois vir a notícia do VAR em Caxias do Sul, a longa espera e o pênalti convertido pelo Juventude.

Assim que o gol de Chico se confirmou nas arquibancadas gremistas o Grêmio teve o seu pênalti também. E Borja concluiu da forma descrita no início da matéria.

As 33.577 pessoas , ao final do jogo ainda aguardaram agoniantes 8 minutos até que o apito final da participação gremista na Serie A 2021 e seu consequente rebaixamento fosse confirmado.

Um resultado cultivado e que impõe ao clube uma reformulação para se reencontrar na Série B em 2022.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira