Lutas

Charles do Bronx mantém cinturão, mas Amanda Nunes sofre revés

No último sábado (11), ocorreu o UFC 269, em Las Vegas, que contou com duas defesas de cinturões, ambas contando com brasileiros, pela categoria peso-leve, Charles do Bronx derrotou o estadunidense Dustin Poirier por finalização no terceiro round e defendeu o cinturão pela primeira vez, enquanto no peso galo feminino, Amanda Nunes não conseguiu sucesso na sua sexta defesa na categoria e foi finalizada no segundo round pela venezuelana Julianna Peña.   

Os dois primeiros rounds do combate vencido pelo atleta do Guarujá foram bem movimentados, com frequentes trocas de golpes, Poirier chegou a derrubar o paulista, que levantou em seguida, no segundo, o brasileiro investiu em chutes enquanto o norte-americano tentava levar a luta para o chão. No round seguinte, o lutador que saiu vitorioso conseguiu um mata-leão, alcançou seu décimo triunfo seguido, dos quais seis foram finalizando o adversário.    

Juliana Pena comemorando a vitória. Crédito: Reprodução/UFC.

No primeiro round da disputa entre Nunes e Peña, equilibrou reinou, a lutadora nascida nos EUA e filha de pais venezuelanos investia em chutes,  enquanto a baiana tentava ir para o solo, ambas chegaram a trocar golpes na grade. Pouco mudou no segundo, mas a nova campeã aumentou a intensidade, acertando com mais frequência a ex-detentora do cinturão e alcançou a vitória após conseguir acertar um estrangulamento pelas costas da brasileira.

Vale ressaltar que Amanda começou a luta sendo detentora de dois cinturões, peso-galo e peso-mosca, mas com a derrota, passou a ser detentora somente do peso-mosca.

Crédito foto principal: Reprodução/Redes Sociais.

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira