Futebol Brasileiro

Santos faz acordo com Barcelona e quita última de dez dívidas

Nesta sexta-feira (17), foi anunciado o acordo feito entre Santos e Barcelona, realizado como forma da quitação da dívida que o alvinegro praiano tinha com o clube catalão, ambos vinham conversando desde o início de 2021. No fim, o clube santista garantiu os jovens Kaiky e Angelo como opção de compra a equipe blaugrana.

Empossado em dezembro de 2020, o presidente do Santos Andres Rueda elencou dez grandes dívidas que teria de lhe dar e a que envolvia o Barcelona era a única que não havia sido resolvida até hoje, caso a situação não fosse concluída logo, o clube brasileiro poderia até sofrer um novo transfer ban (quando uma equipe é proibida de comprar novos atletas).

Entenda a situação

O Santos possuía uma dívida no valor de 3 milhões de euros (cerca de 19 milhões de reais) por não ter respeitado a prioridade que havia sido firmada com os espanhóis por Gabriel Barbosa, o “Gabigol”, hoje no Flamengo e que foi parar na Internazionale, no ano de 2016, o negócio envolvendo os italianos não foi notificado ao Barça.  

Em 2021, Andres Rueda fez acordos com os credores que o Santos possuía na época e que resultaram na economia de 50 milhões de reais aos cofres do peixe: quitou as dívidas com as equipes Hamburgo (ALE), Atlético Nacional (COL), Brugge (BEL) e Huachipato (CHI).

Também combinou de parcelar as pendências com o clube do Krasnodar (RUS), as dívidas trabalhistas e tributarias e as que possuía com o empresário Giuliano Bertolucci e com a Doyen Sports. O único que restava era o Barcelona.

Crédito: Reprodução/Santos FC.

Veja mais notícias do Esporte sem Fronteira