Últimas Notícias

Manchester City goleia o Manchester United por 4 a 1 e segue com folga na liderança da Premier League

Com gols de De Bruyne (2) e Marhrez (2),equipe de Guardiola aniquila seu rival no Etihad Stadium.

Foto: OLI SCARFF/AFP

O Manchester City enfrentou o United nesse domingo, jogando em seu estádio (Etihad Stadium) e impôs uma goleada incontestável de 4 a 1. Os gols foram anotados por De Bruyne (2) e Marhrez (2). Sancho fez o gol dos “Diabos Vermelhos”.

Não foi difícil distinguir quais dos dois times é melhor treinado. Os comandados por Pep Guardiola empurram seus adversários para o próprio campo, depois ficam de posse da bola, trabalham de forma refinada e quando a perdem, fazem pressão constante para retomá-la.

Não demorou muito para sair o primeiro gol do City. Tabela de Grilish e Bernardo Silva e cruzamento rasteiro para De Bruyne, de pé esquerdo, tocar no fundo do gol de De Gea.

O United já não tinha Cristiano Ronaldo (contundido) e o comando de ataque ficava a cargo de Sancho. A estratégia estava bem definida: aproveitar a roubada de bola no ataque do City, saída rápida e objetividade na conclusão da jogada.

Esse mesmo script foi seguido no empate dos comandados por Ralf Rangnick. Erro de passes no City e a bola bem trabalhada comandada por Pogbá chega a Sancho. Não teve trabalho para trazer à sua perna direita e chutar no canto esquerdo de Éverson, aos 21 minutos. 1 a 1 e o torcedor dos Red Devills sonhava alto.

A empolgação durou 06 minutos. Aos 27, Phil Foden fez jogada individual e fez De Gea fazer boa defesa. No bate e rebate da zaga, a bola sobra para De Bruyne, de pé direito, fazer o segundo gol do City e acalmar seu torcedor.

A partida seguiu disputada pelas duas equipes. Somente aos 41 minutos, Mahrez driblou Alex Telles e chutou cruzado para De Gea espalmar para o seu lado direito. Três jogadores do Manchester City e se enrolaram e perderam oportunidade de fazer o terceiro. O primeiro tempo terminou 2 a 1 à equipe de Pep Guardiola.

No segundo tempo, esperava-se mais do Manchester United. Na classificação geral, desceu ao quinto lugar. O Arsenal venceu o Watford por 3 a 2 e subiu à 4ª colocação e está na zona de classificação à próxima Champions League.

A segunda etapa não mudou muito. A falta de capacidade de reação do United retrata bem o atual momento do clube nas competições que disputa.

O time não tem articulação no meio de campo, ataque pouco acionado e sem inspiração e sua defesa é irregular.
E o City voltou com o mesmo ímpeto: pressionar saída de bola, retomada da bola e pressão sobre o adversário. Foi o popular “ vira 2, termina 4 !”.

Grealish, Bernardo Silva, De Bruyne, Phil Foden se movimentavam e traziam calafrios aos torcedores do United. O terceiro gol estava próximo.Aos 22 minutos, em um escanteio, De Bruyne, o dono do jogo, cobrou escanteio (ensaiado) na entrada da grande área para Mahrez. De primeira ele fez o terceiro gol do City e consolidava a vitória do seu time.

Só dava City ! Guardiola até substituiu De Bruyne e colocou Gündogan, aos 34. Excelente oportunidade para poupá-lo frente ao calendário duríssimo pela frente. O Manchester United era mero espectador do jogo. Só restava marcar e evitar um vexame maior. Não deu.

Aos 45, uma saída de bola errada da defesa do United, o quarto gol do City. Em uma jogada disputada com o zagueiro Maguire, Mahrez ganhou na corrida e chutou forte na saída de De Gea. Lance duvidoso e o VAR entrou em ação. Posição legal e o segundo gol de Mahrez é confirmado.

Goleada confirmada ao Manchester City. Aos torcedores do United, a probabilidade de conquistas nessa temporada parece cada vez menor.

O City está na primeira colocação, com 69 pontos, uma partida a mais que o Liverpool. A diferença é de 06 pontos, porque o Liverpool tem um jogo a menos – joga contra o Arsenal, no próximo dia 16 de Março. Caso vença, poderá diminuir a diferença para 03 pontos.

Das últimas quatro edições da Premier League, o Manchester City ganhou três: 2018-2019 e 2021. Em 2020, o Liverpool foi campeão.