Últimas Notícias

Palmeiras ganha do São Paulo e segue invicto no Campeonato Paulista

Os 46.300 pagantes que foram assistir o Choque Rei nessa quinta feira, no Morumbi, viram o Palmeiras ganhar do São Paulo por 1 a 0, gol de Rony. E o placar foi definido nos dez primeiros minutos.

Do primeiro ao décimo minuto, o Palmeiras impôs sua força de elenco, entrosamento e a aplicação tática elaborada por Abel Ferreira.

Aos 7’, Wesley acertou a trave de Thiago Volpi, depois de um bate e rebate na área tricolor. Dois minutos depois, o eficiente Marcos Rocha cruzou na área e o atacante Rony desviou de cabeça.  A bola bateu na trave e nas costa de Thiago Volpi. Até ali o resultado era justo.

O Palmeiras entrou ligado no começo do jogo. Não iriam cometer o mesmo erro do Corinthians, tomando gol com menos de 01 minuto de jogo. Dali  por diante, a partida foi muita disputada mas sem chances claras de gol.

Rony fez aos 26 mas estava impedido.  Em uma jogada de Dudu, aos 37 minutos, o atacante cruzou para Rony que furou na frente do gol. A zaga do São Paulo se livrou da bola do jeito que pôde da bola.

Reinaldo entrou no lugar de Diego, machucado. E Rafinha, se achando o intocável no futebol brasileiro, depois de um carrinho em Rony, recebeu o cartão amarelo. Presságio …

Antes de acabar o primeiro tempo, Ígor Gomes fez Wéverton espalmar seu chute aos 47 minutos.
O segundo tempo foi caracterizado pelo pragmatismo do técnico Abel Ferreira, em jogar de acordo com o resultado a seu favor. E o Tricolor mudou da água para o vinho.

Até os nove minutos do segundo tempo, Rony e Dudu perderam oportunidades para definir a partida. Os pedidos da torcida tricolor foram atendidos: Luciano e Marquinhos entraram nos lugares de Eder e Igor Gomes, respectivamente. E nada de chances de empatar.

Rony quase fez aos 16’. Thiago Volpi interveio na hora. E a impaciência já tinha acabado. Em uma falta , aos 18 minutos do segundo tempo, Rodrigo Nestor fez Weverton fazer duas grandes defesas. Patrick entra no lugar de Gabriel Sara em mais uma tentativa de aprofundar as jogadas pelas laterais.

O Palmeiras fez 03 substituições: saíram Wesley, Zé Rafael e Dudu. As entradas de Gabriel Veron, Jaílson e Breno Lopes pouco acrescentaram ao jogo e, como esperado, tiraram a força ofensiva do alviverde.

Rafinha é expulso no Segundo Tempo (Foto: Marcos Ribolli)

Aos 30 minutos, Marquinhos na entrada da área palmeirense, ajeita a bola ao seu pé esquerdo e chuta colocado no ângulo direito de Weverton. A bola bateu no travessão e na trave, algo raro de se ver em um jogo de futebol.

Passados 15 minutos de jogo, o São Paulo retomou o controle da partida mas não conseguiu reverter o resultado. Dali por diante, pelas chances criadas, o Palmeiras teve mais sorte do que juízo.
Rafinha fez uma falta aos 35 minutos. Como já tinha amarelo, recebeu o segundo e, como esperado, foi expulso, deixando o São Paulo com 10 jogadores.

Apesar da maior posse de bola por parte do São Paulo no jogo, isso não foi suficiente para o time do Morumbi empatar e virar o jogo. Mais uma aposta de Abel Ferreira deu certo.

Próximos jogos

O Palmeiras enfrenta o Santos no próximo domingo, às 18h30 (de Brasília), no Allianz Parque. Já o São Paulo pega o Mirassol, no interior paulista, às 16h.

Foto destacada: Foto: Marcello Zambrana/AGIF