Últimas Notícias

Cris Cyborg mantém título do peso-pena no Bellator 279

No último sábado (23), Cris Cyborg enfrentou a australiana Arlene Blencowe, em luta valida pelo Bellator 279, evento organizado pela organização de MMA com sede na Califórnia e que ocorreu no Havaí. A brasileira, que subiu no octógono colocando em disputa o cinturão dos penas, venceu por decisão dos juízes e manteve a invencibilidade.

Como de costume, Cyborg começou a luta de forma agressiva e chegou a dar uma joelhada ilegal na adversária, o que lhe custou um ponto, mas continuou investindo nos mais diferentes golpes, tentando realizar até um katagatame (espécie de estrangulamento com um braço por baixo do pescoço do oponente, enquanto o outro vai por fora do braço esticado).

Cris Cyborg comemorando sua vitória. Crédito: Reprodução/ CBS Sports

No segundo e no terceiro round, Blencowe passou a atacar com mais frequência a curitibana, que ponderou nos ataques. Enquanto a australiana, utilizou cruzados perigosos e soube se defender, Cyborg passou a investir em chutes e jab, em diferentes momentos, as duas lutadoras chegaram a derrubar uma, a outra, mas não obtiveram uma sequência de golpes.

No último round, a campeã utilizou a trocação para controlar o combate, já tendo noção do triunfo. Essa foi a 13ª defesa de cinturão de Cyborg, a quarta no Bellator, onde conquistou o cinturão logo na estreia, quando nocauteou a canadense e ex-campeã Julia Budd, a única defesa de cinturão que não foi vencida pela curitibana foi em dezembro de 2018, quando foi derrotada por nocaute por Amanda Nunes, enquanto tentava defender o título peso-pena do UFC.  

Cybor e Blencowe se cumprimentam após o combate. Crédito:Reprodução/Instagram.

Essa foi a segunda vez que as duas atletas se enfrentaram, ambas foram vencidas pela brasileira, a primeira foi em outubro de 2020, quando Cyborg já fazia parte do Bellator, na ocasião, a lutadora da Oceania foi derrotada por finalização com um mata-leão. No cartel da sua carreira, Cyborg conta com 26 vitórias, duas derrotas e um “No Contest” (luta termina sem vencedor).