Últimas Notícias

Liverpool ganha do Everton no Campeonato Inglês e não deixa Manchester City deslanchar

Ninguém tem dúvidas sobre quais são as melhores equipes do Campeonato Inglês, e talvez do mundo hoje: Liverpool e Manchester City. O equilíbrio é muito grande. Somente um ponto separa o City (primeiro colocado) do time de Jürgen Klopp. Mas o jogo de hoje foi diferente.

A rivalidade de Liverpool e Everton é histórica. Estão dentro da mesma cidade e toda vez que se encontram, os nervos ficam à flor da pele. A posição da tabela, certamente, trouxe ingredientes adicionais à partida. Enquanto um é vice líder do Campeonato Inglês e com amplas chances de conquista do Campeonato Inglês, está na Final da Copa da Liga Inglesa (contra o Chelsea, no dia 14 de maio) e na semifinal da Liga dos Campeões (Villarreal, na próxima quarta-feira). O outro está na 18ª colocação (antepenúltimo com 29 pontos) e seriamente ameaçado do rebaixamento.

A superioridade do Liverpool foi do começo ao fim. Por jogar em Anfield, impôs sua superioridade, com o maior tempo da posse de bola e a iniciativa de chegar ao gol adversário é constante e intensa. As Jogadas eram ríspidas, muitas discussões, quase vias de fato por ambos os lados… Richarlison era o centro das polêmicas pelo Everton, junto com Pickford e Gordon. Recebimento de faltas, qualquer esbarrão,discussão com arbitragem, simulação de faltas recebidas, defesas tranqüilas e projeção do corpo ao solo, estavam sob as responsabilidades do trio.

O primeiro tempo terminou em 0 a 0. Até o presente momento, o Everton foi quem trouxe mais dificuldades ao Liverpool nesse turno.  O segundo tempo seria diferente.

Jürgen Klopp conhece seu time a fundo. No segundo tempo, quando percebeu a forte marcação sobre Sadio Mané, trocou por Origi,seu eterno talismã e oportunista ao extremo. Aproveitou para colocar Luís Diaz, atacante rápido, vertical e que se movimenta muito. Deu o recado ao seu time: fazer um gol, garantir a vitória a qualquer preço e não deixar o City mais tranqüilo na tabela. Dito e feito.

Aos 17 minutos. Salah tabela com Origi. O atacante egípcio cruzou e Robertson cabeceou no canto esquerdo, pegando Pickford no contrapé. O estádio de Anfield explodiu! Klopp enxerga o o jogo como poucos. Suas mexidas trouxeram uma outra dinâmica ao seu time. O adversário não teve como escapar do seu bote.

O Everton tentou projetar seu time à defesa do Liverpool. O meio campo e a defesa da equipe de Klopp estão entrosados há muito tempo. As chances eram anuladas facilmente.  E o segundo gol teve a participação dos dois jogadores que entraram no segundo tempo. Bola no campo de ataque e o cruzamento vai para Luis Díaz. Ele pega um sem pulo e a bola vai de encontro a Origi na pequena área, tendo o trabalho simples de cabecear e sacramentar a vitória do Liverpool.

São cinco rodadas até o final do Campeonato Inglês. O Everton tem a seguinte programação nas próximas rodadas: Chelsea (C), Leicester City (F), Watford (F) – jogo adiado da 30ª rodada – , Brentford (C), Crystal Palace (C) e o Arsenal (F).

Já o Liverpool tem o Newcastle (F), Tottenham (C), Aston Villla (F), Southampton (F), Wolves (C).  A contagem regressiva começou. Sem dúvida alguma, pelos dois candidatos ao título, nenhum ponto pode ser perdido. Os resultados de Liverpool  e City na Liga dos Campeões, podem influenciar a conquista do título inglês. Independente de quem seja o campeão do Torneio Europeu,  Klopp e Guardiola dirigem os melhores times do mundo na atualidade.

Foto: EFE/EPA/ ANDREW YATES