Últimas Notícias

Charles Do Bronx e Carla Esparza vencem as principais lutas do UFC 274

No último sábado (07), ocorreu o UFC 274, em Phoenix, nos Estados Unidos, que contou com uma luta principal do masculino, e uma luta co-principal feminina: pela categoria peso-leve masculino, o brasileiro Charles Oliveira, o “Do Bronx”, finalizou o estadunidense Justin Gaethje, e, no peso-palha feminino, a estadunidense Carla Esparza derrotou, por decisão dos juízes, a compatriota Rose Namajunas e reconquistou o cinturão.

Charles “Do Bronx” começou a luta agindo de forma agressiva, mas o lutador da casa começou a se impor com socos, porém o paulista de Guarujá conseguiu aplicar um golpe para derrubar o adversário e finalizá-lo com um mata-leão ainda no primeiro round. O brasileiro conseguiu sua 11ª vitória seguida, enquanto o Gaethje não conseguiu seu segundo triunfo seguido.

Do Bronx e Dana White se encontram apos a luta. Crédito:Reprodução/UFC.

Apesar da vitória de Do Bronx, o cinturão dos leves ficou vago, visto que Do Bronx perdeu o cinturão, por não ter batido o peso na pesagem oficial, na última sexta (06).Para recuperá-lo, ele vai precisar vencer seu próximo combate, com adversários e data a serem definidos. O Paulista pediu para Dana White marcar uma luta contra o irlandês Conor Mcgregor, mas ainda não tem nada confirmado.

No caso da luta co-principal, o confronto foi bem estudado e teve pouca agressividade, no primeiro round, Esparza e Namajunas quase não partiram para cima uma da outra, a cautela reinou nos demais rounds, mas ambas chegaram a aplicar golpes, com a nova campeã derrubando a adversária e investindo na luta do chão em diferentes partes do confronto. Com dois dos juízes pontuando a seu favor, a californiana recuperou o cinturão.

Rose Namajunas (preto) e Carla Esparza (branco) se cumprimentam antes da luta. Crédito: Reprodução/UFC Brasil.

Esparza havia perdido o título dos palhas em março de 2015, quando foi nocauteada pela polonesa Joanna Jedrzejczyk, que perdeu, em novembro de 2017, também por nocaute,para a própria Namajunas, dona do cinturão até perdé-lo para a brasileira Jessica “Bate-estaca”, em maio de 2019. Namajunas reconquistou o título em abril de 2021, quando nocauteou com um chute a chinesa Zhang Weili. Foi a segunda tentativa de defesa de cinturão de Namajunas.

Essa foi a segunda vez que as duas atletas se enfrentaram, ambas as situações valiam o cinturão, a primeira, que ocorreu em dezembro de 2014, também terminou com a vitória de Carla Esparza, que levou a melhor por finalização, com um mata-leão.

Esparza recebendo o cinturão. Crédito: Reprodução/UFC.

Crédito foto principal: Reprodução/UFC.