Últimas Notícias

Corinthians empata com o Always Ready (Bol) e se classifica em 2º lugar do Grupo

O Corinthians tinha todas as situações favoráveis nesta quinta-feira, na última rodada da fase de grupos da Libertadores da América. Jogava na Neo Química Arena, torcida em peso e incentivando a todo momento, bom gramado  e enfrentaria o Always Ready, último colocado da chave, sem chances de classificação e escalado somente com jogadores reservas.

Uma tremenda decepção! O empate em 1 a 1 trouxe uma dura realidade ao seu torcedor. A segunda colocação irá obrigar a jogar contra os melhores times da Libertadores, como Palmeiras, River Plate, Atlético Mineiro, Flamengo…

Depois do clássico contra o São Paulo, pela intensidade dos últimos jogos, William, Renato Augusto, Roger Guedes, Jô estavam no banco de reservas. Fágner se recuperando de contusão, assim como Cássio, ficaram de fora. Raul Gustavo, que  tomou o 3º  cartão amarelo e Cantillo expulso contra o Boca Jrs., estavam suspensos.

Quando o jogo começou, logo aos 3 minutos, quem quase abriu o placar foi o Always Ready. Gustavo Torres desviou cruzamento de Arabe e Ivan jogou a bola para escanteio.  A partir daí, o Corinthians conseguiu tomar conta do jogo. Aos 18 minutos, Adson recebeu lindo passe de Giuliano e  deu uma cavadinha na saída do bom goleiro Galarza.  Esse 1 a 0 ao Corinthians ,trazia a tranqüilidade necessária em ampliar o placar e consolidar a liderança do seu grupo.

Gustavo Mosquito quase fez o segundo aos 32 minutos. O chute saiu rasteiro e bem perto do poste direito. Junior Moraes fez aos 35’ mas o gol foi invalidado, pela falta de Mosquito em Taborga no lance anterior.  O Always Ready quase não chegava ao gol de Ivan. A fragilidade era evidente e somente um acidente de percurso poderia gerar o empate. E ele veio.

Faltando dois minutos para acabar o primeiro tempo, o zagueiro Bambu saiu jogando erroneamente e Gustavo Torres tomou a bola sem falta alguma. O atacante Borja recebeu e chutou rasteiro no canto esquerdo de Ivan. O empate bem no final da primeira etapa, trouxe um ar de preocupação à torcida corinthiana.

Na etapa complementar, o time boliviano ficaria a maior parte do tempo se defendendo, pois sabia da necessidade do Corinthians em ganhar o jogo e procurar fazer o maior número de gols, sem precisar saber do resultado entre Boca Jrs. e Deportivo Cali.

As entradas de Jô, Renato Augusto e Willian iriam trazer qualidade na articulação das jogadas e poder de definição no ataque. O começo do desespero se iniciou , principalmente, quando foram informados sobre o gol do Boca no estádio La Bombonera. Naquele momento, o Corinthians precisava de apenas um gol para consolidar sua classificação em 1º lugar e evitar o confronto com os adversários mais difíceis.

Aos 13 minutos, Willian recebeu no lado esquerdo do ataque, ajeitou para o meio e chutou no poste . Galarza nem se mexeu e viu a bola correr para fora da sua área. Esse lance trouxe a torcida de volta.

O Corinthians movimentava a bola perto do gol do time boliviano. Tentativas de concluir as jogadas não tinham efeito em razão do nervosismo latente no time brasileiro. Nem a entrada de Roger Guedes, pedida pela torcida, no lugar de Giiuliano, trouxe a esperada reação e a marcação de  apenas um gol  e consolidar a vitória sobre um time fraco tecnicamente e sem aspiração alguma.

Jô machucou seu tornozelo aos 30 minutos. Du Queiroz entrou 02 minutos depois. Robson Bambu tentou se redimir e foi à área do time boliviano tentar fazer o gol, em um escanteio. Ele bem que tentou. Renato Augusto cobrou e o zagueiro cabeceou no travessão.

Galarza, o melhor jogador em campo apontado pela Conmebol, fez três defesas aos 41, 42 e  43 minutos. A última, na cabeça de Gil, foi no ângulo direito e a mais bonita. A torcida preparava a garganta para xingar e vaiar o time pela performance. Classificar-se em segundo lugar e da maneira como foi, não traz nenhuma esperança ao seu torcedor em conquistar a Libertadores.

Aos 48 minutos,  o último lance de perigo causou mais irritação à sua torcida. Renato Augusto ajeito para Du Queiroz, que se atrapalhou todo e a não conseguiu finalizar.  Fim de jogo e o empate de 1 a 1 só aumentou a desconfiança da torcida na continuidade na competição e à própria temporada.

Diante desse péssimo resultado, o Corinthians foi alocado no pote 2. O sorteio programado para hoje,na sede da Conmebol, às 13h (Brasília), definirá quem o time irá enfrentar nas oitavas de final. Já é de conhecimento que fará o segundo jogo fora de casa. Depois do resultado e a performance de hoje, a preocupação do seu torcedor é evitar um vexame ainda maior contra adversários bem mais qualificados.

Imagem: Nelson Almeida / AFP